É oficial! Já podes entrar num episódio de Black Mirror e ter uma das mais extraordinárias e invulgares experiências da tua vida. O Barbican Centre, localizado na capital britânica, vai exibir uma exposição inspirada no segundo episódio da primeira temporada da série.

Com curadoria do historiador e escritor sueco, Patrick Gyger, a exposição intitula-se Into the Unknown: A Journey Through Science Fiction (Rumo ao Desconhecido: Uma Jornada pela Ficção Científica) e promete explorar uma nova perspetiva das narrativas clássicas deste estilo literário.

15 Million Merits, nome original do episódio protagonizado por Daniel Kaluuya e Jessica Brown Findlay, retrata uma realidade alternativa e distópica. Numa era futurista, dominada pelo digital, cada pessoa tem de pedalar diariamente para alcançar um número mínimo de “méritos” que assegure a sua sobrevivência.
black mirror

É este o cenário que ganha vida na exposição londrina. A peça contará com vários excertos do episódio, exibido em diversas telas por toda a extensão do espaço. Assim, o espetador sentir-se-à aprisionado no interior desta inédita realidade, produzida pelo criador da série, Charlie Brooker.

Black Mirror distingue-se pelo carácter crítico fortemente presente em todos os episódios. 15 Million Merits não é exceção e talvez tenha sido essa feroz crítica social, alicerçada nos atuais modelos de entretenimento e aliada a um argumento excecional, que o tornou uma referência artística.

Seja qual for a verdadeira motivação, Charlie Brooker parece satisfeito com a iniciativa e apoiou a equipa do Barbican Centre, através de uma publicação no Twitter.

black mirror
A exposição promete juntar vários artistas das mais diversas vertentes, nomeadamente da literatura, cinema, design e música. A arte contemporânea e a ficção científica unem-se numa exibição assinalada pela presença de inúmeros adereços de filmes como Star Wars™, Star Trek, Interstellar, District 9, Alien, Jurassic Park e Godzilla.

Into the Unknown será inaugurada dia 3 de Junho, no Barbican Centre, e permanecerá em Londres até dia 1 de Setembro.