Freddy Heineken

‘Freddy’: Drama e crime na história do dono da Heineken

Freddy Heineken, herdeiro da famosa marca de cerveja que carrega o nome da sua família e CEO da empresa entre 1971 e 1989, é a personagem principal da nova série de horário nobre da RTP2.

O enredo foca-se no momento em que tudo muda na vida de Heineken. Quando em 1983 é raptado e mantido em cativeiro durante três semanas, em Amesterdão, com os responsáveis a exigirem um resgate milionário de 35 milhões de florins holandeses.

Freddy Heineken foi sempre visto como um empresário genial e uma figura lendária, porém controversa. Foi esta fama, em conjunto com a sua presença polémica na vida pública e o seu estilo de vida opulento, que fizeram dele um alvo atrativo. Porém, enquanto esteve raptado, Heineken demonstrou a mesma vontade, desenvoltura e determinação que o levou ao topo do mundo dos negócios.

Baseada em factos reais, esta minissérie de quatro episódios conta a incrível história do sequestro de Heineken e de como este enfrentou os perigos que correu, ao mesmo tempo que procurava desesperadamente uma saída. O sequestro já deu origem a vários livros e filmes, entre os quais se destaca Kidnapping Mr. Heineken, uma produção britânica e holandesa de 2015 em que Anthony Hopkins deu corpo ao magnata.

Além do enredo algo policial, acompanhamos ainda como o magnata da indústria cervejeira, interpretado pelo ator holandês Thom Hoffman, conduziu os destinos da empresa com sucesso, contribuindo para a construção de um império global. Aqui, além de executar o negócio da família, que herdou do seu avô Gerard Adriaan Heineken, Freddy era um apaixonado pelas artes, acompanhando e apoiando projetos de música e cinema. Para desgosto da sua esposa, este interesse pelas artes era também motivado pelo interesse nas suas protagonistas.

Freddy estreia esta quinta-feira (13) às 22h13 na RTP2, em substituição da série norueguesa Operação Abutres. Os quatro episódios que a compõem serão emitidos até à próxima terça-feira.

Mais Artigos
Maria João Abreu protagonizou Golpe de Sorte
SIC prepara programação especial em homenagem a Maria João Abreu