gorillaz
gorillaz

Humanz: o álbum de Gorillaz na era Trump

Depois da controvérsia sobre a data de lançamento do primeiro videoclipe da banda – um dia após a tomada de posse de Trump – muitas foras as comparações e teorias da conspiração que ligavam ambos os acontecimentos.

No entanto, Damon Albarn e Jamie Hewlett, fundadores dos Gorillaz, afastam o foco para algo mais abstrato. Consideram que Humanz não estará diretamente ligado a Donald Trump, mas surge como “uma reflexão sobre um mundo em que ele pôde ser eleito”. Pode ler-se numa entrevista à revista à revista Q, na qual, aliás, a banda será o tema de capa.

Após seis anos de inatividade (desde The Fall) a banda volta à produção de álbuns com vários colaboradores. Benjamin Clementine, Grace Jones, De La Soul, Carly Simon, Noel Gallagher ou Mavis Staples. Segundo Albarn este é um álbum diferente cheio de “dor, alegria e urgência”.

https://www.youtube.com/watch?v=eMZSc3-X5i8

Tal afastamento deveu-se, segundo a entrevista, a alguma “saturação”: “Vivemos um em cima do outro durante dez anos”, explicou Hewlett, designer responsável por toda a parte gráfica dos Gorillaz.

Acrescentou ainda que “o Damon é um artista.” “É um dos poucos artistas verdadeiros que conheço, mas isso significa que pode ser um pouco louco e um pouco dificil e o mesmo se passa comigo”, disse Hewlett à revista. Em Humanz, todos os problemas foram ultrapassados e a criatividade voltou a unir ambos para um álbum que sairá no dia 28 de abril.

Também nesta entrevista à Q, Hewlett indicou que os Gorillaz podem vir a ter uma série na televisão, com cerca de dez episódios, com Russel, Noodle, D-2 e Murdoc como estrelas.

Numa outra entrevista – esta para a BBC -, Damon revelou que durante a gravação de Humanz ainda sobraram 40 ou 45 canções que não constarão no álbum e serão trabalhadas posteriormente pelo artista.

Além disso, e como já tinha adiantado o EF, os Gorillaz estão concentrados na preparação do seu próprio festival, o Demon Dayz, que decorrerá em Junho, em Kent.

 

Mais Artigos
The Black Mamba ensaiam em Roterdão
The Black Mamba: “Não tínhamos expectativas, mas estamos a subir”