Saúde

Top 5: as melhores séries médicas na TV

Hoje celebra-se o Dia Mundial da Saúde e, por isso, fazemos uma lista das melhores séries médicas que passaram pela nossa televisão. Situações de vida ou morte oferecem adrenalina e drama especiais à ficção, o que atrai muitos espectadores ao ecrã.

Para além do tema, estas séries têm em comum uma banda sonora forte e, curiosamente, muitas partilham a pontuação de 7.7 no IMDb. Scrubs e House são a exceção, com 8.4 e 8.8 respetivamente. Foram também rampa de lançamento para alguns atores, e receberam inúmeros convidados especiais.

Anatomia de Grey (2005 – presente)

A série de Shonda Rhimes, que foi agora renovada para a sua 14.ª temporada, cativou um público fiel desde o início. Inspirou inclusivamente uma série spin-off, Clínica Privada, que acompanhou a saída da personagem de Kate Walsh.

Acompanha a vida de Meredith Grey (a já indissociável Ellen Pompeo), uma médica estagiária na ala de cirurgia no Seattle Grace Hospital, e dos seus colegas e amigos. O romance com Derek, o chamado McDreamy, interpretado por Patrick Dempsey, foi um dos mais falados da televisão.

O elenco vai sofrendo baixas difíceis, como Sandra Oh, que interpretava a icónica Christina Yang, mas recebe também reforços como o escocês Kevin McKidd.

ER (1994 – 2009)

Com 15 temporadas, é o drama médico norte-americano que mais tempo esteve no ar. Foi nomeado para 356 prémios e ganhou quase metade, durante os seus 15 anos de transmissão. Lançou George Clooney, que tinha o papel de Doug Ross, e foi também casa de Julianna Margulies, que é agora protagonista de The Good Wife.

ScrubsScrubs (2001 – 2010)

Mais que série médica é uma série de comédia de referência. Segue o início da carreira de John “J.D.” Dorian num hospital cheio de situações e personagens imprevisíveis. A sua relação com Turk, personagem de Donald Faison, é ainda hoje um dos maiores bromances de sempre.

O ator principal, Zach Braff, foi nomeado para Globos de Ouro e Emmys pelo seu papel. Este dramedy médico contou com nove temporadas, e foram transmitidas na NBC e ABC.

House (2004 – 2012)

Os diálogos desta série mereciam um prémio. E, de facto, House foi nomeado 116 vezes e ganhou umas quantas, nomeadamente melhor argumento (Emmy) e melhor ator (Globos de Ouro). Este doutor, interpretado por Hugh Laurie, domina a arte do sarcasmo e de descobrir doenças através de palavras-chave aleatórias. Já sabemos que não é lúpus!

Ao longo de oito temporadas, os fãs da série acompanharam as suas relações tanto com os aprendizes, como Olivia Wilde, como com o amigo que muitas vezes oferecia o bom senso necessário, Wilson, interpretado por Robert Sean Leonard.

Nip/Tuck (2003 – 2010)

Esta foi uma série diferente e inovadora no seu tempo. Trata de uma clínica de cirurgia plástica, mostrando a dura realidade das pessoas que fazem tudo para ter o aspeto que desejam.

Debruça-se também sobre a vida dos dois cirurgiões plásticos, interpretados por Dylan Walsh e Julian McMahon. O último recebeu prémios de melhor ator pelo seu papel na série, durante seis temporadas.

Mais Artigos
‘Ghostbusters: Afterlife’ adiado para junho de 2021