Criada por Kevin Williamson e Julie Plec, e baseada na saga literária de L. J. Smith, a famosa série The Vampire Diaries chegou ao pequeno ecrã em 2009, no canal The CW. Totalizou 171 episódios ao longo de oito temporadas, originou o igualmente famoso spin-off The Original e chegou agora ao fim em março deste ano.

Séries sobre vampiros, há muitas. The Vampire Diaries, contudo, conquistou de imediata os fãs graças ao triângulo amoroso entre os irmãos Salvatore e a protagonista feminina, Elena (Nina Dobrev). Com quase duas centenas de episódios, é difícil escolher uma mão cheia de favoritos. No entanto, fizemos uma seleção daqueles que consideramos ser os cinco melhores episódios.the vampire diaries

1. Founder’s Day (Temporada 1, Episódio 22)

Os finais de temporada sempre foram um dos pontos fortes da série e este não foi exceção. Num dos dias mais famosos da cidade de Mystic Falls, John Gilbert (David Anders) está preparada para usar um equipamento capaz de imobilizar e eventualmente destruir todos os vampiros.

Embora os irmãos Salvatore escapem ilesos, assistimos à morte trágica de Anna (Malese Jow) – a namorada da altura de Jeremy (Steven R. McQueen) -, ao acidente de Caroline (Candice King) que marca o início da sua transição para vampiro e ao primeiro indício de que Tyler (Michael Trevino) é um lobisomem.

O ponto alto do episódio, contudo, surge no aguardado beijo entre Elena e Damon (Ian Somerhalder). Só há um pequeno problema: no final, descobrimos que aquela não era Elena, mas sim Katherine, a sua sósia e uma das melhores antagonistas da série. Foi o início do reinado de Katherine para a segunda temporada e outras que se seguiram.the vampire diaries

2. The Last Dance (Temporada 2, Episódio 18)

Se há coisa que The Vampire Diaries sabe fazer é criar uma boa festa. Num dos bailes da escola secundária, com temática dos anos 80, os protagonistas confrontam cara a cara Klaus (Joseph Morgan), o famoso Vampiro Original e vilão, que estava na altura a habituar o corpo de Alaric (Matt Davis).

O destaque do episódio vai para Bonnie (Kat Graham), que utiliza todos os seus poderes para derrotar Klaus, o que leva eventualmente à sua própria morte. Mas não desesperem: a morte foi encenada, pois Klaus tem de acreditar que Bonnie está morta de modo a ficar mais vulnerável.

Contudo, não querendo colocar a vida da sua amiga em vida, Elena acredita que tem de haver outra maneira de derrotar o inimigo e decide acordar Elijah (Daniel Gillies), abrindo então caminho para a longa história de Vampiros Originais que seriam eventualmente introduzidos na série aos poucos.the vampire diaries

3. Dangerous Liaisons (Temporada 3, Episódio 14)

Os protagonistas são convidados para um baile que marca o regresso de toda a família de Originais: Klaus, Elijah, Rebecca (Claire Holt), Fin (Casper Zafer), Kol (Nathaniel Buzolic) e Esther (Alice Evans).

Esta última revela que a ocasião é um pretexto para criar um feitiço que irá ligar magicamente todos os seus filhos – assim, se um deles morrer, todos eles morrerão. Embora ela os ame, Esther explique os seus filhos são uma aberração da natureza e um perigo para a sociedade. Amor de mãe, certo?

O destaque da hora, na minha opinião, vai para o primeiro contacto entre dois dos meus casais preferidos da série: Caroline e Klaus, e Matt (Zach Roerig) e Rebecca. Estes dois pares partilham uma dança no baile e percebem que nem os perigos de uma cidade sobrenatural podem travar o amor à primeira vista.the vampire diaries

4. The Sun Also Rises (Temporada 2, Episódio 21)

Este foi, de longe, um dos episódios mais perigosos e cativantes de The Vampire Diaries. Com Klaus finalmente à solta, assistimos ao ritual em que este tem de assassinar um vampiro e um lobisomem de modo a soltar o seu lado híbrido.

Embora Bonnie entre em cena e mostre mais uma vez a imensidão dos seus poderes ao combater com o vilão, acabamos por assistir às mortes de Jenna (Sara Canning) – que foi sacrificada no ritual – e de John – que se sacrificou para salvar a vida de Elena.

O episódio termina com o funeral destes dois membros de família, onde Elena se depara também com a campa dos seus pais adotivos – momento que foi acompanhado por uma banda sonora perfeita, algo que também sempre foi um dos pontos fortes da série.the vampire diaries

5. 500 Years of Solitude (Temporada 5, Episódio 11)

Este episódio marca o último capítulo na vida de Katherine Pierce, bem como a meta de 100 episódio na série. À medida que todos os protagonistas de reúnem para se despedirem da inimiga, decidem recordar os seus melhores momentos.

Ao morrer, Katherine recorda os seus anos na Bulgária durante o século XV, onde finalmente encontra paz com a tragédia de ter perdido a filha. O episódio prenda também os fãs com o regresso de caras conhecidas, quer em forma de aparições especiais ou de fantasmas.

Esta teria sido a forma perfeita de terminar a viagem de uma das melhores personagens da série mas Katherine, identificando-se como uma sobrevivente, decide, à última da hora, enganar Elena e transferir a sua consciência para o corpo dela. Afinal, uma vilã tão cativante não poderia ir embora sem uma última luta, certo?