Criada por Hart Hanson, a aclamada série Bones, focada na resolução de crimes por um grupo de antropólogos forenses, chegou ao canal FOX em 2005 e terminou em março deste ano. Após 246 episódios, distribuídos ao longo de doze temporadas, tornou-se no drama mais durável na história da 20th Century Fox Television.

A série é baseada na vida da antropóloga forense Kathy Reichs. Em jeito de honra, a protagonista Temperance Brennan (Emily Deschanel) escreve romances nos quais a personagem principal se chama Kathy Reichs. Embora seja difícil escolher favoritos ao longo de doze anos, trazemos agora uma seleção dos cinco melhores episódios da série.

1. Aliens in a Spaceship (Temporada 2, Episódio 9)

Este episódio introduziu Grave Digger, um dos mais temíveis serial killers da série – e, pessoalmente, o meu favorito. Quando Brennan e Hodgins (T.J. Thyne) dão por si enterrados vivos dentro de um carro, a equipa entra numa corrida contra o tempo para os salvar antes que morram pela falta de oxigénio.

Embora a identidade do assassino só seja revelada na quarta temporada, este foi o primeiro episódio que pôs diretamente em risco a vida dos protagonistas e testou ao máximo as capacidades do restante grupo de modo a salvar os amigos.

Sob tanta pressão, o final prende-nos com o aguardado beijo entre Hodgins e Angela (Michaela Conlin), bem como uma reunião sentida entre Brennan e Booth (David Boreanaz). Para além disso, descobrimos que a carta de despedida que Brennan escreveu enquanto estava enterrada tem um significado especial, o que nos leva para a próxima seleção.

2. The Woman in White (Temporada 9, Episódio 6)

Após uma grande tensão durante anos e eventuais romances com outras pessoas, Booth e Brennan decidem finalmente dar o nó neste episódio. De modo a que o casamento não fique comprometido, assistimos ao regresso de todos os estagiários, que ficam encarregues de resolver o caso da semana.

A cerimónia é conduzida nos jardins do Instituto Jeffersonian, contando com a presença de conhecidos familiares e amigos, incluindo a convidada especial Cindy Lauper no papel de Avalon, que canta a marcha nupcial enquanto Brennan desfila em direção ao altar.

Na altura de trocar os votos de casamento, Brennan admite que escrevera uma carta a Booth enquanto estava enterrada no episódio acima mencionado e decide lê-la em voz alta. Quem diria que um pequeno pormenor viria a ter tanta importância sete anos mais tarde?

3. The Pain in the Heart (Temporada 3, Episódio 15)

Este final de temporada foi dos mais cativantes e, provavelmente, dos mais tristes em toda a série. A equipa havia investigado, ao longo de várias semanas, o caso de Gormogon, um conhecido serial killer canibal que, pelos vistos, recebia ajuda por parte do chamado “aprendiz”.

Todas as pistas apontam para que o ajudante seja alguém dentro do Instituto Jeffersonian e a equipa eventualmente descobre que é Zack (Eric Millegan), que foi manipulada graças à sua fraca personalidade. Zack sofreu danos após uma explosão no laboratório e manteve a lealdade aos amigos, ao salvar Hodgins da explosão.

Este episódio fechou a saga de Gormogon e serviu como despedida temporária de Zack, que regressou na última temporada da série, de modo a ir a tribunal e encerrar o seu caso de uma vez por todas, ao invés de passar a vida num hospício, como havia sido previsto.

4. The Parts in the Sum of the Whole (Temporada 5, Episódio 16)

Como celebração do 100.º episódio da série, os fãs foram prendados com uma viagem à primeira vez em que Booth e Brennan se conheceram. Como se tal não bastasse, vemos também a primeira vez que Angela se juntou à equipa do Jeffersonian e o grupo trabalhou no primeiro caso em conjunto.

Por esta altura, Sweets (John Francis Daley) estava a terminar o seu livro, uma biografia acerca do trabalho entre Booth e Brennan, concluindo que eles estão apaixonados. Tal parece ser verdade, já que na dita “primeira vez” há seis anos atrás, descobrimos que eles se beijaram mas decidiram não levar tais sentimentos avante.

Embora o casal só tenha oficializado a sua relação uma temporada mais tarde, esta foi a primeira vez que os vimos derrubar as suas barreiras e admitir finalmente que a relação entre ambos não era apenas profissional.

5. The End in the Beginning (Temporada 4, Episódio 26)

Enquanto Booth está no hospital em coma com danos cerebrais, somos transportados para o seu “mundo dos sonhos”, em que todas as personagens principais levam vidas completamente diferentes. Booth e Brennan são casados e donos de um bar chamado O Laboratório. Hodgins é um escritor miserável e bêbedo, Angela é empregada do bar, Sweets é vocalista numa banda… enfim, tudo o que podíamos querer e muito mais.

Nesta nova realidade, uma vítima surge na cave do bar e a detetive Cam (Tamara Taylor) entra em cena para investigar o caso. Pessoalmente, eu não me importaria de ver toda uma nova série em que estas personagens fossem reais.

Quando Booth acorda do seu coma, descobre que Brennan esteve sempre a seu lado a trabalhar num novo livro, no qual relatava os seus sentimentos por ele. Quando Booth revela que não possui qualquer memória de quem ela é, Brennan decide apagar o seu trabalho. Um final um pouco frustrante para um episódio tão perfeito, confesso.