A Primavera chegou e a UberEATS aproveitou para divulgar as suas previsões para as tendências saudáveis deste ano, segundo os parceiros de encomendas da plataforma. Entre os 20 alimentos apresentados destacam-se diversas frutas e vegetais, ideais para fazer parte de uma alimentação rica e variada.

O Espalha-Factos apresenta-te a lista com algumas características e sugestões para cada um dos alimentos:

1- Abacate

O abacate está no topo das tendências, é um alimento cada vez mais na moda e classificado como gordura saudável. É um fruto bastante versátil: além de simples, podes utilizá-lo numa tosta e em torradas, com ovos, fazer um guacamole ou ainda como ingrediente numa salada.

Entre os seus benefícios estão a hidratação da pele e a melhoria da circulação sanguínea, além de inibir o apetite, pois provoca uma sensação de saciedade por um longo período de tempo.

2- Poke

Poke é uma salada de peixe cru, entre o sushi e o ceviche, criada por pescadores do Hawaii. Normalmente é cortado em cubos, marinado e acompanhado por arroz ou quinoa, vegetais e molho.

Este é um prato leve e refrescante que também já chegou a Portugal, através do Ceviche & Poke Bowls, restaurante no Mercado do Bom Sucesso (Porto) e no Centro Comercial Amoreiras (Lisboa).

3- Edamame

É um feijão de soja típico da Ásia Oriental, habitualmente fervido em água com alguns condimentos e servido como acompanhamento ou aperitivo.

O edamame é uma boa fonte de ferro que proporciona o aumento dos níveis de energia, possui uma elevada quantidade de proteína e as isoflavonas presentes na soja reduzem a perda óssea.

4- Rabanete

O rabanete tem um sabor refrescante e picante ao mesmo tempo e existem inúmeras variedades, cada uma própria das diferentes estações do ano. É frequentemente usado cru em saladas, mas também pode ser cozido ou em pickle.

Entre os seus benefícios está o facto de ser um desintoxicante, pois purifica o sangue e aumenta os níveis de oxigénio. É ainda um diurético natural e uma grande fonte de potássio.

5- Pickles

Os pickles são uma forma de conservação de alimentos, especialmente de vegetais em vinagre, em que ocorre uma fermentação natural. Os produtos mais utilizados são couve-flor, cenoura e pepino.

São baixos em calorias e em gorduras e ricos em fibras, enquanto o vinagre é reconhecido por estimular o sistema imunitário, aliviar distúrbios digestivos e ajudar no tratamento de infeções urinárias.

6- Pepino

O pepino, muito utilizado cru em saladas, é um diurético natural rico em potássio, o que ajuda no rejuvenescimento da pele. Também pode ser cozido, recheado, usado em sopas quentes ou frias e servido como petisco em forma de palitos.

Uma vez que é constituído por 90% de água, o pepino é importante para a hidratação e elimina as toxinas que o organismo acumula. Por ser pobre em calorias pode funcionar como um snack para quem está a tentar emagrecer.

7- Aipo

A raiz, o caule e as folhas: todas as partes do aipo podem ser consumidas. A raiz é utilizada em sopas e caldos, o caule pode ser consumido cru em saladas e as folhas são um condimento semelhante à salsa.

É baixo em calorias, contém mais de 90% de água e é rico em vitaminas. Também conhecido por salsão, é dotado de propriedades antioxidantes, diuréticas, laxantes e anti-inflamatórias.

8- Couve kale

É uma variedade de couve de folhas muito frisada e considerada um super alimento. Tem um sabor suave e subtil, por isso é ideal para quem não gosta do sabor amargo característico da couve.

Pode ser consumida crua em saladas, sumos e molhos. Também pode ser salteada, assada no forno, cozinhada em sopas ou cozida em água. Possui uma grande quantidade de vitaminas, minerais e antioxidantes que atuam como anti-inflamatórios.

9- Pho

Tradicional do Vietname, é uma sopa de noodles de arroz num caldo de carne e com fatias desta, juntamente com outros acompanhamentos como cebolinho, rebentos de feijão ou de soja, manjericão, hortelã ou malagueta.

É um prato rico em proteínas e minerais, como o ferro e o cálcio, apesar de ter uma elevada quantidade de sódio.

10- Tofu

Muito utilizado na cozinha japonesa e coreana, o tofu é cada vez mais popular no ocidente. É produzido a partir da soja e tem uma textura firme parecida com a do queijo, tal como o processo de fabricação de ambos é semelhante.

É altamente nutritivo, com poucas calorias e poucas gorduras. Como não tem um sabor natural forte, o tempero na sua preparação é fundamental e pode ser consumido das mais diversas formas: cru, frito, recheado com outros ingredientes, em forma de hambúrguer, entre outros.

11- Cenoura

Bem conhecida da cozinha portuguesa, a cenoura tanto pode ser consumida crua em saladas como cozida em sopas, refogados e outras receitas. Certamente que já todos ouvimos dizer que a cenoura faz os olhos bonitos e, apesar de não o podermos garantir, é verdade que o betacaroteno presente na cenoura dá origem à vitamina A, o que beneficia a visão.

A vitamina A e os antioxidantes também protegem a pele, ajudam a libertar as toxinas do corpo e melhoram a saúde dentária. Além disso, a cenoura é um poderoso antisséptico, ou seja, ajuda na prevenção de infeções.

12- Brócolos

Muitos torcem o nariz ao ouvir falar em brócolos, mas estes têm um elevado teor de cálcio, bastante mais elevado que o do leite, daí ser importante para os ossos e os dentes.

Cozer os brócolos é uma forma fácil e típica de cozinhar este vegetal, mas pode também ser utilizado em massas, saladas, sopas e até frito, como podes ver aqui.

13- Espargos

Os espargos são ricos em aminoácidos e minerais, daí as suas propriedades regeneradoras e nutritivas. Beneficiam a digestão e contêm asparagina, que é diurética e calmante, assim como clorofila, que é antioxidante.

São muito fáceis de cozinhar e podem ser salteados juntamente com outros ingredientes, assados no forno, cozidos em sopas ou, por exemplo, feitos com ovos mexidos.

14- Bulgur

O bulgur é um cereal feito a partir de trigo e é muito utilizado na cozinha mediterrânica e do Médio Oriente. Apresenta um baixo valor de gordura e é rico em minerais, fibras e proteínas.

Enquanto acompanhamento, é um bom substituto da massa ou do arroz, mas pode ser a base de uma salada. Para o pequeno-almoço ou lanche, em vez das aconchegantes papas de aveia, podes utilizar o bulgur para o mesmo efeito, como nesta sugestão.

15- Grão

O grão é uma leguminosa muito utilizada na cozinha portuguesa, normalmente a acompanhar o bacalhau. É rico em proteínas, minerais e vitamina B e não contém glúten. Estimula o funcionamento dos intestinos devido à presença da celulose.

Além das saladas e das sopas, o grão pode ser a base de um hambúrguer, de um caril e ainda do húmus, uma pasta de grão com condimentos, típica da cozinha do Médio Oriente.

16- Repolho

É uma variedade de couve e é rico em fibras, potássio e vitamina C. Possui propriedades anti-inflamatórias, é uma grande fonte de betacaroteno, tal como a cenoura, e é baixo em calorias.

Pode ser consumido cozido ou cru em saladas, tal como refogado, salteado, assado no forno ou recheado com outros ingredientes a gosto.

17- Coco

Pensar em água de coco transporta-nos automaticamente para uma qualquer praia brasileira onde esta bebida é tão comum. Em Portugal é frequente a utilização do leite de coco mas há muitas mais opções, pois este é um fruto bastante versátil.

O coco ralado é muito útil em sobremesas, assim como o açúcar e a farinha feitos a partir do mesmo. A manteiga de coco pode substituir a manteiga comum e o óleo de coco é utilizado tanto na cozinha como em produtos de beleza.

18- Arroz integral

O grão do arroz integral não é polido, por isso conserva a maioria dos nutrientes. Tem uma textura fibrosa e demora mais a cozer do que o arroz branco. Possui proteínas, vitamina B e sais minerais, causando uma maior sensação de saciedade.

Relativamente a receitas, tal como o arroz branco, fica saboroso com praticamente tudo, basta dar asas à criatividade. Com vegetais, cogumelos ou frango são apenas algumas sugestões.

19- Bok choy

A acelga chinesa, bok choy ou pak choi é uma couve muito utilizada na cozinha oriental. É ideal para saladas, sopas, cozida, grelhada ou até crua. Contém uma elevada quantidade de minerais e vitaminas, algumas destas com propriedades antioxidantes.

As folhas do seu interior são tenras, por isso são mais adequadas para as saladas. Já as folhas maiores podem ser utilizadas na lasanha como substitutas da massa.

20- Caldo de ossos

O caldo de ossos é rico em nutrientes, tem poucas calorias e ajuda a saciar. Além de proteger os ossos e os dentes, mantém a saúde das articulações, da pele, do cabelo e das unhas e combate as inflamações.

Pode ser feito a partir dos ossos de qualquer animal, que são fervidos e temperados. É fácil de fazer e um aliado daqueles que querem perder peso ou apenas melhorar o funcionamento intestinal.

Sobre a UberEATS

A UberEATS surgiu em 2014 e é uma plataforma online de encomenda e entrega de comida. O serviço está disponível em 71 países espalhados por vários continentes. Estabelece parcerias com os mais diversos tipos de restaurantes em cada cidade e as encomendas são feitas no respetivo site ou na aplicação para dispositivos móveis.