Se és um utilizador assíduo da Netflix é possível que tenhas descoberto uma nova adição ao serviço de streaming. Caso contrário, não há motivo para alarme, nós pomos-te a par das mais recentes mudanças. O novo botão Ignorar Introdução oferece agora a possibilidade de saltar os créditos iniciais de algumas séries.

Esta opção ainda não é universal, no entanto já foi detetada em séries como House of Cards e Iron Fist, ambas originais Netflix.

Passar diretamente de um episódio para outro, sem que os créditos finais cheguem ao fim, foi uma opção muito bem recebida pela generalidade dos utilizadores da plataforma. Sejamos sinceros, um amante de maratonas dispensa facilmente dois minutos de créditos finais entre cada episódio. Especialmente se bastarem dez segundos para que o episódio seguinte se inicie automaticamente.

Porém, esta nova proposta não é tão consensual. Quantos de nós não adoram cantar os temas iniciais de algumas séries? Os fãs de The Big Bang Theory com certeza saberão do que estou a falar. Mesmo para aqueles cujas séries prediletas se iniciam com um genérico mais subtil e instrumental, há sempre a possibilidade de aproveitar estes primeiros segundos para dar uma vista de olhos nas redes sociais.

Ainda assim, esta atualização não é limitativa. Apesar de oferecer uma alternativa, não impede o espectador de a negar. Na verdade, foram vários os utilizadores que sugeriram esta mudança. É compreensível que se torne dispensável ouvir cinco vezes o mesmo genérico num só dia.

Mudança do sistema de avaliação

As cinco estrelinhas da Netflix despedem-se este mês e dão lugar a duas novas figuras. Todd Yellin, vice presidente da Netflix, anunciou esta semana uma alteração no sistema de avaliação da plataforma. O mecanismo de classificação de conteúdos vai ser reduzido à célebre dupla binária gosto/não gosto.

Fotografia de Lauren Goode / The Verge

Em entrevista ao The Verge, Yellin explicou que, ao implementar este novo sistema de avaliação, a intenção é que cada utilizador melhore a sua própria experiência, ao invés de tentar contribuir para uma classificação global. “Aquilo que tu vês e aquilo que dizes gostar de ver são coisas muito diferentes”, afirmou.

Uma vez mais, é clara a aposta da Netflix na personalização do serviço. Este novo modelo de avaliação estará disponível a partir de abril.