2017 está a ser um bom ano para os fãs de Harry Potter. Após a premiação de Fantastic Beasts and Where to Find Them com o Óscar de Melhor Guarda-Roupa, é a vez de The Cursed Child imprimir o cunho Harry Potter num dos mais sonantes galardões do teatro.

Após o término dos Oscars chega a altura dos Laurence Olivier Awards, o galardão britânico por excelência do teatro profissional. E este ano, Harry Potter and the Cursed Child surprende pelas suas onze nomeações ao prémio, um recorde na história dos Olivier.

A oitava história oficial da Saga Harry Potter and The Cursed Child estreou a 30 de julho de 2016 no Palace Hall, em Londres. Com argumento de Jack Thorne e baseado na história original de J. K. Rowling, John Tiffany e Jack Thorne, a peça de cinco horas dividida em duas partes dividiu também ela os fãs – terá sido a continuação fiel às personalidades preestabelecidas do trio emblemático da saga? Será que a storyline veio, efetivamente, a acrescentar uma golfada de ar fresco a uma história dada por finita?

Lê também: Harry Potter: Mudanças de Hermione em ‘The Cursed Child’ agitam fãs

Porém, apesar das controvérsias, The Cursed Child revelou-se um sucesso de vendas, com 175 mil bilhetes vendidos na noite de estreia mundial nas primeiras oito horas, e o argumento da peça aclamado um best-seller em pré-lançamento. A história é a de Albus Severus, filho de Harry Potter, dezanove anos depois dos acontecimentos de Harry Potter e os Talismãs da Morte.

Imagem: Digital Spy

Harry Potter and the Cursed Child está nomeado para os Olivier de Best New Play, Best Theater Choreography, Best Lighting Design, Best Sound Design, Best Costume Design, Best Set Design, Best Director (para John Tiffany), Best Supporting Actress (para Noma Dumezweni como Hermione Granger), Best Supporting Actor (para Anthony Boyle como Scorpius Malfoy) e Outstanding Achievement in Music (para Imogen Heap).

A cerimónia dos Olivier Awards decorrerá a 9 de abril no Royal Albert Hall, em Londres.