Homer-Simpson_boson-higgs

10 momentos em que ‘Os Simpsons’ previram o futuro

A recente eleição de Donald Trump veio confirmar uma previsão feita no ano 2000 pela série Os Simpsons. O programa de Matt Groening distribui gargalhadas desde os anos 80 e conta com mais de 600 episódios. Foi considerada pela revista Time a melhor série do século XX e ao renovar contrato até à 30.ª temporada tornou-se a série mais longa da história da televisão.

Mas a eleição do presidente norte-americano não foi a única vez em que a série acertou num acontecimento futuro. Entre os 20 mil minutos de Os Simpsons e as muitas previsões do programa, destacamos as 10 mais marcantes:

FaceTime e Apple Watch – Lisa’s Wedding

Previsão: 1995
Aconteceu: 2010

Com um telemóvel “futurista”, Lisa fala com a mãe através de uma videochamada, 15 anos antes do FaceTime surgir. Ao mesmo tempo, o seu noivo conseguia comunicar através de um relógio.

Ataque de um tigre no Siegfried & Roy$pringfield (Or, How I Learned to Stop Worrying and Love Legalized Gambling)

Previsão: 1993
Aconteceu: 2003

Quando Mr. Burns abre um casino, Gunter e Ernst atuam, numa clara caricatura do programa dos alemães Siegfried & Roy. No episódio, os apresentadores acabam atacados pelo tigre que participava no espetáculo, o que tragicamente se concretizou dez anos mais tarde. Em plena atuação, Roy Horn foi gravemente ferido por um tigre bengala branco, ficando parcialmente paralisado.

Vigilância da NSA – The Simpsons Movie

Previsão: 2007
Aconteceu: 2013

Escondidos depois da fuga de Springfield, a família é localizada pela Agência de Segurança Nacional que escuta uma conversa de Marge com os filhos. No entanto, foi apenas com Edward Snowden, que a sociedade foi alertada para a vigilância em massa de chamadas e conversas nos Estados Unidos da América.

Máquina de voto estragada nas eleições de Obama – Treehouse of Horror XIX

Previsão: 2008
Aconteceu: 2012

Homer tenta votar em Barack Obama nas eleições de 2008 mas a máquina marca continuamente o seu voto a favor de John McCain. Curiosamente, em 2012 uma máquina de voto eletrónico foi desativada por mudar os votos de Obama para o seu oponente, Mitt Romney.

Vírus do Ébola – Lisa’s Sax

Previsão: 1997
Aconteceu: 2014

Em Lisa’s Sax, Marge lê ao filho um livro chamado George Curioso e o Virus do Ébola. O que ninguém sabia é que, dezassete anos mais tarde, um surto da mesma doença mataria milhares de pessoas.


Homer
calcula a massa do Bosão de Higgs – The Wizard of Evergreen Terrace

Previsão: 1998
Aconteceu: 2012

A revolucionária descoberta da “Partícula de Deus” só aconteceu em 2012. Na décima temporada de Os Simpsons, Homer surge em frente a um quadro preto com uma equação desenhada. Segundo Simon Singh, autor de The Simpsons and their Mathematical Secrets, Homer estava a calcular a massa do bosão com um erro mínimo, 14 anos antes.

Resultado de imagem para homer boson higgs

Prémios Nobel – Elementary School Musical

Previsão: 2010
Aconteceu: 2016

No primeiro episódio da 22.ª temporada, Martin segura um cartão com as suas apostas para os Prémios Nobel daquele ano. Seis anos mais tarde Bengt Holmström e Ben Feringa recebiam as premiações pelo destaque na economia e na química, respetivamente.

Trump presidente – Bart to the Future

Previsão: 2000
Aconteceu: 2016

Na premonição de Bart, não só Lisa se tornou presidente dos Estados Unidos, como herda uma grande dívida do seu antecessor na Casa Branca, Donald Trump.

Sistema de autocorreção pouco eficiente – Lisa on Ice

Previsão: 1994
Aconteceu: 2007

Quando Kearney pede a Dolph para escrever no seu Newton – versão antiga do assistente digital da Apple – “Beat up Martin”, o corretor automático corrige para “Eat up Martha”, para frustração de Kearney. Não só foi uma previsão das dificuldades de algoritmia dos autocorretores, como uma inspiração para a Apple. A empresa começou a usar “Eat up Martha” como expressão para terem presente aquilo que podia acontecer se falhassem.

“I came here like a wrecking ball” – Sideshow Bob Roberts

Previsão: 1994
Aconteceu: 2013

Mais Artigos
James Arthur
James Arthur. Novo single do cantor é “mais coeso, harmonioso e pessoal”