Dia da Mulher

A playlist #GirlPower que vale para todo o ano

Preparamos uma selecção de músicas para assinalar o Dia Internacional da Mulher. Ou só mesmo algo para ouvires sempre que precisares de um momento “who run the world? Girls!”

Da Chick – Cocktail
Um brinde às mulheres portuguesas vindo da rapariga com mais power da música nacional. Não só está a reinventar um género musical perdido em Portugal como está a provar o poder que as mulheres conseguem ter. Como ela nos diz em Chick-A-Boom: “Who’s the boss? It’s in you the force.” LP

 

Janelle Monáe – Q.U.E.E.N. feat. Erykah Badu
Como não apreciar Janelle Monáe? Interpretou papéis de relevo em filmes nomeados aos Óscares (Hidden Figures e Moonlight) e ainda dá lições de empreendedorismo, ativismo e de consciência social com a sua Wondaland Arts Society. Com outra rainha, de seu nome Erykah Baduh, mostra todo o poder feminino neste tema. “They call us dirty because we break all your rules down”. Quem diria que uns anos depois do lançamento deste tema ainda veríamos coisas sobre uma tal questão de “nasty woman”… – CR

https://www.youtube.com/watch?v=tEddixS-UoU

Beyoncé – Grown Woman
Se podíamos mencionar a Flawless por aqui? Claro – afinal, há muita gente que ainda anda confusa com o conceito de feminismo e convém ter umas lições com aquele sample da escritora Chimamanda Ngozi Adichie (ou ver a TED Talk aqui, que vale sempre a pena). Para mudar as coisas, vamos mencionar esta. CR

https://www.youtube.com/watch?v=y3MjxWn5W9M

Capicua – Vayorken
Uma boss do rap português, cheia de força e muita garra, tanto em palco como na vida. Ser mulher no rap não era fácil, a Capicua abriu caminho e todos os dias conhecemos novas artistas que vingam na música graças a esta miúda do Norte. Para além de mencionar uma das mulheres com grande power, a Jane Fonda. PBF

https://www.youtube.com/watch?v=QPldHdOtuMU

M.I.A. – Bad Girls
M.I.A. tem uma presença incrível, uma vibe exótica que nos arrebata com uma voz que nos entra pela alma. Para além da música freaky repleta de mensagens políticas e sociais, ela é também ativista pelos direitos humanos e deu a cara pelos refugiados no single Borders. PBF

https://www.youtube.com/watch?v=2uYs0gJD-LE

Lorde – Green Light
É uma jovem. Mas é uma jovem que já homenageou o David Bowie, com um primeiro disco absolutamente incrível. Uma voz forte, com traços muito masculinos mas que acabam por vincar ainda mais o seu lado feminino e harmonioso, a descoordenação harmoniosa como dança, nas forma como pronuncia as suas canções e na lírica que é sempre de cortar a respiração. PBF

https://www.youtube.com/watch?v=dMK_npDG12Q

Lana Del Rey – Love
A Lana apareceu de mansinho mas, de uma maneira ou de outra, mostra-nos a força da presença feminina e da beleza no mistério que é sempre associado às mulheres. Vestidos, maquilhagem e voz sussurrada também representam o girl power. Obrigada pela confiança, dear Lana. PBF

https://www.youtube.com/watch?v=3-NTv0CdFCk

Escolhas de Luís Pereira, Cátia Rocha, Patricia Bilimória Fernandes

Mais Artigos
Cinema
Salas de cinema registam quebra de 95,6% no número de espetadores em julho