O presidente dos Estados Unidos da América desmentiu este sábado (4) o anúncio feito por Arnold Schwarzenegger sobre o seu afastamento de The Apprentice. Segundo Donald Trump, produtor e ex-apresentador do reality show, o ator não terá saído voluntariamente do programa, mas terá sido despedido devido às baixas audiências.

Com o anúncio de candidatura à Casa Branca, o magnata, que apresentou o programa durante mais de dez anos, deu lugar a Schwarzenegger para a 15.ª temporada. Um ano depois, o ator e ex-governador da Califórnia anunciou que deixará o programa.

Adorei cada segundo de trabalho com a NBC […] e voltaria a fazê-lo com todos eles num programa com contexto diferente”, afirmou Schwarzenegger.

Discussão no Twitter

Trump não tardou a responder à declaração do ator de Exterminador Implacável. “Arnold Schwarzenegger não saiu voluntariamente de The Apprentice, ele foi demitido pelas más (patéticas) audiências, não por mim” lê-se no Twitter do presidente. “Triste fim de um grande programa”, acrescentou.

Meia hora mais tarde, Schwarzenegger publicou na mesma rede: “Talvez [Trump] devesse considerar contratar um novo escritor de piadas e alguém para lhe verificar os factos.

Já em novembro, o mesmo programa tinha gerado polémica quando Donald Trump anunciou, após vencer a corrida eleitoral, que não iria deixar o seu cargo de produtor executivo. Já como presidente, Trump criticara os maus resultados de Schwarzenegger em The Apprentice.

Schwarzenegger sai destruído em comparação com a máquina de audiências”, troçou. Segundo a Variety, o episódio de estreia do programa, em 2008, foi visto por mais de 11 milhões de norte-americanos.