José Cid fez 75 anos mas a prenda foi ele quem a deu. 10.000 Anos Depois Entre Vénus e Marte regressa aos palcos portugueses em duas datas exclusivas. Porto e Lisboa preparam-se para receber o álbum de culto.

A Aula Magna e a Casa da Música recebem nos dias 1 e 6 de maio, respetivamente, o intitulado pelos fãs como “o primeiro álbum de prog-rock português”. A surpresa chegou no dia de aniversário de José Cid, sob a forma de um post do Facebook:

Corria o ano de 1978 quando lancei pela editora Orfeu aquela que viria a tornar-se numa das obras de maior sucesso de Rock Sinfónico do mundo: 10.000 anos depois entre Vénus e Marte.
Passados quase 40 anos vou voltar a trazer a palco a história ficcional do homem e da mulher que regressam à terra 10.000 anos depois da sua total destruição, para repovoá-la.
(…)
P.S: Não estou velho, estou sim mais novo que nunca e com o dobro da experiência…”

Dia 1 de maio na Aula Magna e 6 de maio na Casa da Música, os sons do mellotron voltam a fazer-se ouvir. Os bilhetes estão à venda nos locais habituais.