No decorrer de uma entrevista com o The Huffington Post, o ator Nikolaj Coster-Waldau, que dá vida a Jaime Lannister em Game of Thrones, admitiu não dar muito crédito a uma das teorias mais populares entre os fãs do universo de George R. R. Martin.

Atenção: este artigo pode conter spoilers.

Conhecida como ‘teoria do valonqar‘ (termo que, no Valiriano – uma das várias línguas originais do mundo de A Song of Ice and Fire –, significa ‘irmão mais novo’), a hipótese em causa consiste, concisamente, na ideia de que Jaime irá ser o responsável pela eventual morte da sua irmã e amante, Cersei (Lena Headey).

Analisando esta tese mais detalhadamente, é relevante referir que, nos livros que servem de base à série de Dan Weiss e David Benioff, a vidente Maggy (que apareceu em flashbacks no primeiro episódio da quinta temporada) foi bastante mais informativa relativamente ao futuro de Cersei do que na versão televisiva, tendo previsto que o já mencionado valonqar será o fim da futura Rainha.

Game of Thrones

Evidentemente, Cersei assumiu de imediato que a profecia se referia a Tyrion (Peter Dinklage), sendo que essa é, de facto, a opção mais lógica. Contudo, não deixa de ser possível que a previsão seja relativa a Jaime, algo em que muitos fãs continuam avidamente a acreditar.

Twist evidente demais para os padrões de Game of Thrones?

Assim, e apesar de Coster-Waldau reconhecer a beleza trágica da teoria, o ator acredita que a mesma é também demasiado óbvia: “É uma teoria… Tem uma certa beleza romântica e trágica associada, mas é provavelmente óbvia demais“. Contudo, o ator dinamarquês admitiu que, na verdade, “não faz ideia” do que irá acontecer.

Lê mais: ‘Game of Thrones’ – nova temporada terá um regresso inesperado

A sétima e presumivelmente penúltima temporada de Game of Thrones (A Guerra dos Tronos, em Portugal) ainda não tem data de estreia oficial, mas já se sabe que será no verão do presente ano.