Depois de o Somos Portugal se enganar na atribuição do prémio por duas vezes, a TVI esclareceu as situações. “Tratou-se naturalmente de um lapso”, afirmou Iva Domingues durante a emissão deste domingo do programa ambulante.

O Somos Portugal é um programa que decorre em direto com todas as vantagens e desvantagens que desse facto decorrem.”, leu Domingues. E continuou: “Em mais de seis anos de programa, em centenas de contactos aos vencedores dos concursos, estes decorreram sem qualquer problema e com o elevadíssimo desempenho a nível operacional.

No início de fevereiro, o programa da TVI ligou a um espectador a informar de que tinha ganho 25 mil euros. Três dias depois, avisaram-no que afinal o prémio não era dele, pois enganaram-se a marcar o número de telefone. A mesma situação ocorreu no dia 12. Um espectador foi selecionado como vencedor da mesma quantia, mas neste caso o equívoco foi corrigido logo a seguir. Após a confusão inicial, os prémios foram atribuídos ao vencedor.

A produção do programa contactou para entrar em direto como se fossem os seus vencedores, pessoas que não correspondiam ao efetivo vencedor do concurso, por não terem efetuado a chamada sorteada”, lembrou a apresentadora e aproveitou para lamentar os incómodos causados.

“Problemas pontuais”

Sublinhou que os concursos decorrem “sem qualquer problema” e com vigilância. “Todos os sorteios decorrem com a presença e fiscalização de um agente da PSP em representação da secretaria geral da Ministério da Administração Interna”, explicou.

De forma a evitar constrangimentos futuros, Domingues acrescentou que o sistema foi corrigido. “Na sequência destes problemas pontuais, a TVI reformulou e automatizou os procedimentos de forma a evitar a sua repetição.”