Godzilla e Nome de Código: Cloverfield foram filmes que nos encheram as medidas. No entanto, também deixaram bem claro que, dentro do cinema Kaiju – género do cinema japonês protagonizado por monstros que invadem e destroem grandes metrópoles humanas -, o espaço para inovar é limitado. Contudo, Colossal, o novo filme de Anne Hathaway, cujo trailer foi esta semana divulgado, parece estar disposto a desafiar esta concepção.

Colossal é uma comédia que segue a história de Gloria (Hathaway), uma jovem socialite que, entre as festas e o vício do álcool, perdeu por completo o rumo à sua vida. Depois de uma noite particularmente animada, Gloria acorda com a notícia de que, algures no mundo, um monstro gigante está a aterrorizar a Humanidade. A novidade adquire contornos ainda mais bizarros quando a jovem descobre que está misteriosamente ligada à criatura, que reproduz todos os seus movimentos.

 

 

Para além de Hathaway, o filme conta ainda com as performances de Jason Sudeikis (Chefes Intragáveis), Dan Stevens (Downtown Abbey) e Austin Stowell (Whiplash). Atrás das câmaras está Nacho Vigalondo, realizador espanhol responsável pelo refrescante thriller espanhol Os Cronocrimes (2007).

Exibido pela primeira vez no Festival de Toronto o ano passado, Colossal dividiu a crítica na sua abordagem peculiar aos géneros e temas que entrecruza.

A estreia nos Estados Unidos está agendada para 7 de abril.

Lê também: Anne Hathaway fingiu felicidade quando recebeu o Oscar