Esta segunda-feira foram divulgadas os vencedores do World Press Photo 2017. Na 60.ª edição do maior concurso de fotojornalismo, a fotografia vencedora, embora sem consenso, foi a do fotógrafo turco Burhan Ozbilici, que captou o assassinato do embaixador russo em Ancara.

“An Assassination in Turkey” é o título da fotografia vencedora do World Press Photo 2017. O fotógrafo da The Associated Press Burhan Ozbilici captou o grito Mevlüt Mert Altintas, depois deste ter assassinado o embaixador Andrei Karlov durante a inauguração de uma exposição Galeria de Arte Contemporânea de Ancara, no passado dia 19 de dezembro.

A fotografia mostra Mevlüt Mert Altintas de braço no ar a gritar logo após ter assassinado o embaixador, cujo corpo está ao seu lado, deitado no chão. Depois do homicídio, Altintas fez um discurso sobre a guerra na Síria. “Não se esqueçam da Síria! Não se esqueçam de Alepo!” foram as suas últimas palavras, momentos antes de ter sido abatido a tiro pela polícia turca.

Ozbilici venceu o concurso com esta fotografia, mas a vitória não foi consensual. Stuart Franklin, presidente do júri do concurso, mostrou-se contra a eleição desta fotografia como a vencedora, num artigo de opinião publicado no The Guardian. “A sua publicação é moralmente tão problemática quanto o comportamento do assassino”, revela Franklin, ao justificar por que votou contra. Ao ser divulgada, o presidente do World Press Photo 2017 teme que esta imagem amplie a mensagem do terrorista, sobretudo depois de vencer este concurso.

 Burhan Özbilici, fotografia vencedora do World Press Photo 2017

Burhan Özbilici, fotografia vencedora do World Press Photo 2017

O concurso estava ainda divido em oito categorias: Assuntos Contemporâneos, Vida Diária, Notícias Gerais, Projetos a Longo Prazo, Natureza, Pessoas, Desporto e Spot News. Vê na fotogaleria as imagens vencedoras.