O mês de fevereiro faz-nos quase uma visita de médico, mas nem por isso deixa de nos presentear com muitos e bons momentos de arte e cultura. De regresso, a rubrica Pelos Palcos de Portugal conta-te o que de melhor estará em cena nos quatro cantos do país em fevereiro.

As Vedetas

Fotografia: Diogo Pires

3 a 12 fevereiro | sexta e sábado às 21h30 e domingo às 18h | Teatro Sá da Bandeia, Porto | Teatro

Simone e Sylvie são atrizes e, aparentemente, as melhores amigas do mundo. Uma é loira, a outra é morena, mas têm vários pontos em comum: a profissão, a ambição desmedida de um dia serem famosas e o amante. São duas mulheres capazes de tudo para atingirem o estrelato e serem consideradas “vedetas.

Em As Vedetas, a ironia e a comédia estão de mãos dadas, como autênticas aliadas da verdade, pondo a nu a condição humana. Com Sofia Arruda e Joana Alvarenga.

Preço: 8 a 14 euros.

A Noite da Iguana

Foto: divulgação

9 a 26 fevereiro | quinta a sábado às 21h, quarta às 19h e domingo às 16h | Teatro Nacional São João, Porto | Teatro

Um hotel “rústico e boémio” na costa oeste do México, uma iguana atada pelo pescoço, um conjunto de personagens que carregam, com sarcasmo e com ternura, os seus paraísos perdidos e os seus infernos construídos, à procura de um porto de abrigo.

Há uma tempestade em A Noite da Iguana, mas tudo termina com uma nota esperançosa. É uma peça, diz-nos Tennessee Williams, sobre “como viver para lá do desespero e ainda assim viver”. Estreada na Broadway em 1961, foi o último sucesso de crítica e bilheteira do dramaturgo norte-americano.

Em palco, Nuno Lopes, Maria João Luís, Joana Bárcia, Isabel Muñoz Cardoso, entre outros.

Preço: 10 a 16 euros.

Commedia a La Carte: Circus

Foto: divulgação

4 fevereiro | 21h30| CAE São Mamede, Guimarães | Comédia de improviso

Commedia a la Carte: Circus corre o país naquela que é a maior digressão nacional de sempre deste grupo, grande precursor da comédia de improviso em Portugal há mais de 15 anos.

Circus esgotou por completo a temporada no Teatro Villaret, em Lisboa e no Teatro Sá Da Bandeira, no Porto, em 2016, ultrapassando os cerca de 25 mil espectadores. Manter-se-á em digressão até ao final de junho, apesar de Carlos M. Cunha, César Mourão e Ricardo Peres continuarem a preparar novos projetos.

Preço:  18 a 20 euros.

Kayzer Ballet: A Light in the Dark

Foto: divulgação

3 fevereiro | 21h30| Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco | Dança

A Light in the Dark, um espetáculo do grupo Kayzer Ballet, retrata a esperança de alcançar algo, como o realizar de um sonho e perseguir objetivos. Luzes que se acendem e apagam ao longo da nossa caminhada. Um jogo entre a luz e a sombra, manipulando o corpo e mente.

Os Kayzer Ballet, companhia de dança nascida em 2014, participou no programa Got Talent Portugal, transmitido pela RTP o ano passado.

Preço: 5 euros

Luís Franco-Bastos: Voz da Razão

Foto: Mariana Godet

24 fevereiro | 22h| Cae Portalegre (Grande Auditório), Portalegre | Comédia

Depois do enorme sucesso da sua anterior digressão Roubo de Identidade, o novo espetáculo a solo de Luís Franco-Bastos, Voz da Razão, tem sido um sucesso. O espetáculo baseia-se numa nova perspetiva sobre o mundo, numa nova fase da sua vida, agora que atingiu a maturidade tanto pessoal como artística. A sua visão da política, do futebol, da sociedade, da música ou das relações entre homens e mulheres, é mais complexa e crítica.

As vozes que vivem dentro da sua cabeça e as personagens que sempre o caracterizaram continuam presentes. No entanto, é através delas que Luís Franco-Bastos exprime a sua própria voz, a voz que ele considera ser a voz da razão.

Preço: 12 euros

Companhia de Dança Contemporânea de Évora: Terra Chã

Foto: Página Oficial CDCE no Facebook

18 fevereiro | 21h30| Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, Moita | Dança

Em a Terra Chã a expressão da terra junta-se à voz dos homens. Fala-se da força que os une, do peso, da densidade do ar, do vazio, do silêncio, do grupo e da solidão. Fala-se dos extremos e dos seus limites. Dos amores e dos desamores. Atribui-se uma imagem aos sonetos de Florbela Espanca que nos falam da beleza e da alma do Alentejo.

Através de um olhar contemporâneo, a Companhia de Dança Contemporânea de Évora trabalhou a fusão entre a música de Ólafur Arnalds e as modas do Cante Alentejano. A coreografia desenha percursos concretos e abstratos na voz e nos ambientes do Alentejo.

Preço: 3,66 euros

 Overdose de Tourette: on the Road

Foto: divulgação

24 fevereiro | 22h| Auditório da Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva, Ericeira | Comédia

Quis o destino e um almoço que duas duplas de comediantes, Rui Cruz com Paulo Almeida (Overdose), e Manuel Cardoso com Diogo Batáguas (Tourette) se juntassem para fazer um espectáculo em conjunto.

Depois de esgotarem o Teatro do Bairro em Lisboa e duas sessões no Teatro Sá da Bandeira no Porto, os Overdose de Tourette preparam-se para percorrer o país. E, como prometido, não vão existir regras.

Preço: 10 euros

Companhia Nacional de Bailado: 1HD

Foto: divulgação

4 fevereiro (e outras datas até junho) | 16h| Teatro Camões, Lisboa | Dança

1HD é uma viagem multimédia pela história da dança. Um grupo de crianças lê um livro de trás para a frente, do fim para o princípio, do “E dançaram felizes para sempre” até ao “Era uma vez”. Nele, procura a resposta para a pergunta: “Porque é que as pessoas dançam?”.

Nesta viagem, no tempo e no espaço, irão cruzar-se com personagens relevantes do mundo da dança, bailarinos e coreógrafos, pares românticos, pessoas reais e personagens irreais, com quem poderão dialogar e dançar, aprender e ensinar, muitas vezes no cenário original, apresentado de forma real ou virtual, de pernas para o ar ou de cabeça para o céu.

Preço: 12,50 euros

Os Dias Realistas

Foto: divulgação

2 a 26 fevereiro | quinta a sábado às 21h30 e domingo às 17h | Auditório dos Oceanos Casino, Lisboa| Teatro

Quando Bambi e João Dias se tornam vizinhos de e Margarida Dias, e lhes invadem o quintal, rapidamente percebem de que têm em comum muito mais que o apelido. As conversas de circunstância misturam-se com revelações mais e menos secretas, a vida de todos os dias dá lugar a reflexões como o casamento, o quotidiano, a vida e a morte.

Catarina Furtado, João Reis, Manuela Couto e Paulo Pires representam dois casais, quatro pessoas, os mesmos dilemas e interrogações. Uma comédia negra de Will Eno, escrito e interpretado com o ritmo frenético de um mundo tantas vezes incompreensível.

Preço: 15 a 18 euros

O Pai

Foto: divulgação

1 a 26 fevereiro | quarta a sábado às 21h30 e domingo às 16h | Teatro Aberto, Lisboa | Teatro

Não sabe onde deixou o relógio e em que casa está. Suspeita que o andam a roubar e lhe queiram ficar com a casa. O tempo, o lugar, as pessoas, o mundo à sua volta tornam-se cada vez mais estranhos. A vida transformou-se num labirinto e são muitas as encruzilhadas. É preciso encontrar soluções para a perda de autonomia, o desvanecer da identidade e a solidão. E continuar a viver.

Com interpretação de Ana Guiomar, João Perry, João Vicente,  Patrícia André, Paulo Oom e Sara Cipriano.

Preço: 15 euros

Anne Teresa de Keersmaeker: Rain

Foto: divulgação

22 e 23 fevereiro | 21h | Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, Lisboa | Dança

Considerada uma peça seminal na carreira de Anne Teresa de Keersmaeker, Rain foi a primeira peça da coreógrafa belga a entrar para o repertório do ballet de Ópera de Paris.

Estreada em 2001 para a obra Music for 18 Musicians de Steve Reich, Rain apresenta-se agora pela primeira vez em Portugal. Nela, as formas matemáticas, a repetição exaustiva, a ocupação geométrica do espaço e a arte de variação constante, já assinatura da coreógrafa, são levadas ao limite. Existe uma espécie de loucura de movimento, que passa de corpo em corpo sem nunca se estabelecer em alguém em particular.

Ao ritmo pulsante da música minimalista de Steve Reich, os dez bailarinos rendem-se a uma energia coletiva obsessiva que os liga uns aos outros. Dessa forma, partilham a respiração, a velocidade, e a camaradagem que nasce para além dos limites da exaustão.

Preço: 25 a 30 euros

Quase Normal

Foto: divulgação

2 a 17 fevereiro | quinta a sábado às 21h30 e domingo às 17h | Casino Estoril, Lisboa | Musical

A adaptação deste musical da Broadway junta Henrique Feist, Lúcia Moniz, Mariana Pacheco, Valter Mira, André Lourenço e Diogo Leite.

Next to Normal estreou em 2008, na Broadway, e tem-se estendido ao resto do mundo desde então. Vencedor de um Pulitzer, em 2010, o musical escrito por Brian Yorkey retrata uma família “quase normal”. Entre uma mãe bipolar, um marido abnegado, uma filha problemática e um filho perfeito, há espaço para a música de Tom Kitt. A versão portuguesa terá a direção musical de Nuno Feist.

Preço: 16 euros

Caveman

Foto: divulgação

4 fevereiro | 21h30 |Teatro das Figuras, Faro | Comédia

Caveman detém o recorde do monólogo com mais tempo em cena na história da Broadway. Caveman já conquistou 45 países, tendo sido traduzido para 18 idiomas diferentes. Em Portugal estreou com grande sucesso em 2009 e volta agora aos palcos para ver ou rever.

Neste espetáculo o ator Jorge Mourato faz-nos rir de nós próprios ao lembrar-nos de todas as formas como homens e mulheres discutem, riem e amam.

Preço: 10 a 12,50 euros

Antes que matem os Elefantes

Foto: Paulo Pimenta

2 a 17 fevereiro | quinta a sábado às 21h30 e domingo às 17h |Teatro das Figuras, Faro | Dança

Depois da estreia de sucesso no dia mundial da dança, a 29 abril de 2016 e das várias apresentações pelo país ao longo do ano, a Companhia Olga Roriz apresenta novamente Antes que matem os Elefantes. Desta vez na zona algarvia.

A peça tem como cenário a guerra na Síria e fala do impacto disso no ser humano, na morte e sobre quem tenta sobreviver apesar de todas as adversidades nessas zonas de conflito armado. Segundo a coreógrafa Olga Roriz, serve de alerta para o público, principalmente o vídeo que introduz o espectáculo, no qual se vê crianças famintas, algumas que ficaram órfãs, que perderam irmãos e familiares.

Preço: 10 a 12,50 euros