As próximas versões dos sistemas operativos macOS, para  Mac, e watchOS, para Apple Watch, prometem trazer novas funcionalidades há muito pedidas pelos utilizadores.

Apple traz o modo Night Shift para o Mac

MacBook Pro (Fotografia: Apple Insider)

Encontra-se desde já disponível para download a versão beta número 10.12.4 do macOS Sierra, o sistema operativo para Mac apresentado pela Apple na última Worldwide Developers Conference em junho de 2016.

Lembra: WWDC 2016: Apple demonstra novo software

Esta nova versão de teste lançada recentemente introduz a funcionalidade Night Shift, já presente no iPhone desde o iOS 9.3, que permitirá agora que o ecrã do Mac adapte a tonalidade da imagem face ao fuso-horário do utilizador, permitido a apresentação de tonalidades mais quentes geralmente após o pôr-do-sol.

Esta funcionalidade é especialmente útil à noite por permitir diminuir a sensação de visão cansada, causada pela luz intensa do display do computador.

Até então, os utilizadores têm vindo a utilizar a aplicação F.lux que, tal como o Night Shift, permite ajustar a temperatura das cores emitidas pelo ecrã. Ainda assim, por não ser nativa ao macOS, a aplicação causa alguns problemas de incompatibilidade quando o utilizador visualiza qualquer tipo de conteúdo multimédia em modo de ecrã inteiro, no Youtube ou na Netflix.

Embora não exista ainda data de lançamento anunciada para a nova versão do sistema operativo, espera-se que saia juntamente com a versão 10.3 do iOS, nos próximos meses.

watchOS 3.2 virá com o novo Theater Mode

apple

Apple Watch (Fotografia: DigitalBrew)

Haverá também novidades para o relógio inteligente da Apple, cuja próxima versão de sistema operativo será o watchOS 3.2. Embora não exista ainda uma versão de teste, sabe-se que a atualização trará o novo Theater Mode.

A ideia desta nova funcionalidade é a de permitir que os utilizadores silenciem os seus Apple Watch e desativem por completo o sensor que ilumina o display do relógio assim que o utilizador levanta o braço. Este novo modo será certamente muito útil nos cinemas, por exemplo, na medida em que eliminará por completo o constrangimento que se gera após um gesto tão casual como o de ver as horas.

Embora esta funcionalidade vise silenciar o Apple Watch, o utilizador continuará a receber notificações no seu relógio através do motor de vibração presente no equipamento. Espera-se que a nova versão do watchOS seja lançada juntamente com as novas versões de iOS e macOS.