Segundo a Variety, o ator Travis Fimmel, conhecido sobretudo por interpretar o icónico Ragnar Lothbrok na série Vikings, encontra-se atualmente a desenvolver um novo projeto para o canal History.

De acordo com a recente notícia, o australiano de 37 anos e a conhecida estação televisiva acordaram colaborar na produção de uma nova série de antologia, que se debruçará sobre as histórias de vários anti-heróis do mundo real. Fimmel já escreveu o guião do primeiro episódio, e irá também assumir os cargos de produtor executivo e de ator principal.

A primeira temporada focar-se-á em Wyatt Earp, xerife norte-americano que participou, em 1881, no Tiroteio de O.K. Corral, em Tombstone, Território do Arizona. De facto, Earp é hoje visto como a figura central desse mesmo tiroteio, o mais famoso na história do Velho Oeste.

Travis Fimmel

Travis Fimmel em mais um papel icónico

No seguimento deste anúncio, Arturo Interian, vice-director de programação do History, não poupou elogios à estrela de Vikings: “O Travis é um ator notável, e nós estamos honrados por continuar a nossa relação com ele, depois da sua magnetizante atuação em Vikings. Ele interpretou a personagem de Ragnar Lothbrok de uma forma autêntica e algo imprevisível, e irá agora fazer o mesmo com o Earp”, afirmou. “Será uma caracterização muito pouco convencional, como nunca viram. Pretendemos capturar o espírito violento dos filmes do grande Sergio Leone, contando a história real de um criminoso que se tornou um homem da lei.

Lê também: Mais Vikings em 2017

Fimmel garantiu que sempre se sentiu “fascinado com o que motiva as pessoas a cometer transgressões, e a escandalosa jornada até à infâmia.” Acrescentou: “Quero re-examinar histórias que o público acha que conhece, sem a visão cor-de-rosa de Hollywood. Quero que as pessoas decidam por si mesmas se indivíduos como Wyatt Earp eram pecadores ou simplesmente vítimas de circunstâncias da vida.”

A futura série ainda não tem título definido, mas sabe-se que, para além de Fimmel, também Charles Roven e Alex Gartner assumirão os cargos de produtores executivos.