Ontem, Hugo Barra, vice-presidente da chinesa Xiaomi, apresentou a versão internacional do Redmi Note 4 em Nova Deli. A marca promete uma autonomia de dois dias com uma única carga, mantendo o mesmo tamanho do modelo anterior.

Características

O novo modelo da família Redmi Note vem com um ecrã de 5,5 polegadas e resolução Full HD (1920 x 1080 pixeis), até 4GB de RAM, corpo metálico com a frente em vidro curvado e uma bateria de 4,100mHa. De acordo com a empresa, esta bateria garante ao equipamento uma autonomia 70% superior ao Pixel XL, da Google.

O processador utilizado é o Snapdragon 625, substituindo o Helio X20 da Mediatech utilizado na versão lançada no mercado chinês. O equipamento conta ainda com um sistema de arrefecimento que, afirma a Xiaomi, garante uma temperatura baixa mesmo depois de jogares um jogo “pesado” durante trinta minutos.

No modelo anterior, a câmara tinha 16MP. Na nova versão, a empresa recorre uma câmara de 13MP, juntamente com um sensor CMOS que inclui um sistema de eliminação de ruído das imagens, para garantir uma melhor qualidade das fotografias.

O Redmi Note 4 inclui ainda duas entradas para cartões SIM 4G, um leitor de impressões digitais, câmara frontal de 5MP, leitor de cartões microSD até 128GB, e Android 6.0 com o interface Miui 8.

Versões disponíveis

O Redmi Note 4 vai estar disponível em três configurações diferentes: 2GB de RAM e 32GB de armazenamento interno, 3GB com 32GB, e 4GB com 64GB. Os interessados poderão optar por três cores em cada uma das versões: preto mate, cinza escuro e dourado.

A data de lançamento esperada é o próximo dia 23 de Janeiro, com o equipamento mais caro a rondar os 180 euros.