Após várias polémicas da parte de vários estilistas que se recusaram a vestir a futura primeira-dama dos EUA, já se sabe qual será a marca que a irá vestir para a cerimónia de tomada de posse. Ralph Lauren será o responsável pelo estilo de Melania Trump no dia 20.

O designer anteriormente sempre apoiou a candidata democrata Hillary Clinton, vestindo a ex-primeira dama durante a sua campanha. O famoso fato branco que Hillary usou numa ocasião foi sua obra.

Agora Lauren será aquele que vestirá Melania Trump no dia da tomada de posse de Donald Trump. Aliás, Melania já vestiu uma peça do artista na noite da eleição do seu marido. O fato custou cerca de 4.000 dólares (aprox 3.743 euros).

Fontes referem que Ralph Lauren estará ainda por detrás de muitos dos fatos para os restantes membros da família Trump. Diz-se que Karl Lagerfeld também terá sido uma das escolhas da futura primeira-dama.

Outros nomes, entre os quais Dolce & Gabbana, Carolina Herrera, Tommy Hilfiger, Vera Wang e Diane von Furstenberg também terão manifestado o seu interesse em vestir Melania. Aliás, a Dolce & Gabbana é uma das escolhas da ex-modelo, tendo Stefano Gabbana elogiado a sua escolha de vestuário na passagem de ano.

Melania Trump #DGwoman ❤❤❤❤❤ thank you 🇺🇸 #madeinitaly🇮🇹

A post shared by stefanogabbana (@stefanogabbana) on

Política no mundo da moda

O perído que antecedeu à cerimónia de tomada de posse do 45º presidente dos EUA foi marcado por várias polémicas entre elas o facto de vários designers e marcas recusaram-se a vestir Melania Trump devido à polémica em torno do seu marido. A primeira nega veio de Sophie Theallet que expressou o seu desdém numa carta aberta no Twitter.

Tom Ford, Marc Jacobs, Derek Lam, Phillip Lim e Christian Siriano também se juntaram à revolta, expressando desdém pelo republicano e pelas suas declarações controversas ao longo da campanha. A questão levantou várias divisões dentro da indústria pelas tomadas de posições políticas de vários estilistas e marcas.