Não há dúvidas, Game of Thrones foi mesmo a série mais popular de 2016 e Friends ainda consta no ranking de 2016. A série que nos leva até Westeros mantém o primeiro lugar que já tinha alcançado na lista de produções mais pirateadas. Os resultados são da Parrot Analytics, que elaborou este estudo após avaliar dados de tráfego em todo o mundo.

No ranking seguem-se The Walking Dead, que já tinha sido a maior concorrente de Game of Thrones no top da pirataria, e Pretty Little Liars.

Esta última série, transmitida em Portugal no AXN White, surge de forma mais inesperada no top3. A trama, que junta crime e mistério às habituais intrigas de um enredo juvenil, continua a ser uma das mais populares da internet.

Noutros dados dignos de destaque estão ainda a entrada no top de algumas séries não-americanas e a presença de Friends e Breaking Bad, mesmo estando ambas sem transmissão televisiva há várias temporadas.

Entre as produções não-americanas, o domínio é asiático. A coreana Running Man surge em 9.º lugar e as japonesas One Piece e Naruto posicionam-se em 14.º e 18.º lugares.

Vê aqui o ranking completo:

# Série Demand expressions
1 Game of Thrones 7,2 milhões
2 The Walking Dead 4,7 milhões
3 Pretty Little Liars 3,8 milhões
4 Westworld 3,5 milhões
5 The Flash 3,1 milhões
6 The Big Bang Theory 2,9 milhões
7 The OA 2,8 milhões
8 Stranger Things 2,5 milhões
9 Running Man (Coreia) 2,4 milhões
10 Suits 2,4 milhões
11 Arrow 2,1 milhões
12 Quantico 2,1 milhões
13 Teen Wolf 2 milhões
14 One Piece (Japão) 1,9 milhões
15 Gotham 1,9 milhões
16 Os Diários do Vampiro 1,8 milhões
17 Marvel’s Luke Cage 1,8 milhões
18 Naruto: Shippuden (Japão) 1,8 milhões
19 Vikings 1,7 milhões
20 Mr. Robot 1,7 milhões
21 Anatomia de Grey 1,6 milhões
22 Friends 1,6 milhões
23 American Horror Story 1,6 milhões
24 Agents of S.H.I.E.L.D. 1,6 milhões
25 Sobrenatural 1,5 milhões
26 Legends of Tomorrow 1,5 milhões
27 House of Cards 1,4 milhões
28 Once Upon a Time 1,4 milhões
29 Breaking Bad 1,4 milhões
30 The Night Of 1,4 milhões

A consultora não analisou apenas dados de audiência, mas também plataformas de partilha P2P (peer-to-peer), conversas nas redes sociais e outros fatores, tais como pesquisas na internet, para perceber qual o grau de envolvimento dos espectadores com as várias séries.

De acordo com o Business Insider, este ranking pode ser uma das formas mais precisas para comparar a popularidade de séries transmitidas em plataformas diferenciadas.