O Odisseia vai começar 2017 com uma nova série documental 4K, Futuro Espacial. Esta, baseada nas mais recentes premonições apocalípticas de Stephen Hawking, tem espaço garantido na programação todas as terças-feiras, às 21h30.

Futuro Espacial é a nova série do canal Odisseia e tem como ponto de partida a sobrevivência da Humanidade. Estreia dia 3 de Janeiro 2017, às 21h30 e terá um total de seis episódios: “ISS: Benefícios para todos”, “Vida no espaço”, “O Mistério da Vida Extraterrestre”, “O Espaço ao Serviço da Terra”, “Destino Marte” e “Lixo Espacial: Uma Ameaça em Órbita”.

Gravada com qualidade 4k (que, segundo o canal, é o formato mais adaptado à atualidade, por recorrer a uma linguagem própria e à tecnologia mais avançada), “Futuro Espacial” vai ser transmitida nas próximas seis terças-feiras.

A série retrata os avanços que foram alcançados nas últimas décadas, no que toca à melhor compreensão do Universo. Segundo Stephen Hawking, conhecer o Universo é a “única escapatória possível para a humanidade”.

Futuro Espacial

O Apocalipse é real

Com 74 anos, Stephen Hawking é conhecido por ser uma das mentes mais brilhantes e respeitáveis da área científica. Ora, alguém influente e credível como Hawking tem tudo para deixar a comunidade científica de “cabelos em pé”. Recentemente, durante uma palestra na Oxford Union Society, Stephen Hawking fez uma premonição apocalíptica: os humanos não irão sobreviver outros mil anos, caso continuem na Terra.

Será o “Futuro Espacial”?

O aquecimento global é a problemática ambiental que mais preocupa a comunidade científica. Parece um tema batido, “muito à Uma Verdade Inconveniente”, mas a verdade é que é uma preocupação legítima e, tal como todos os outros problemas ambientais, deve-se a um único parasita: o Homem.

Futuro Espacial surge assim como uma das muitas formas de o Odisseia mostrar a sua preocupação com o prazo de validade da Terra. Pergunta “Como garantir um mundo melhor para as próximas gerações?” e reconhece que os avanços tecnológicos serão a nossa salvação. Esta viagem interestelar que é abordada começa com a construção de estações orbitais permanentes, como a Estação Espacial Internacional, passando pela conquista da Lua e Marte, bem como pelo estabelecimento de colónias fixas para breve.

A procura de vida extraterrestre, que também é um dos tópicos presentes nesta novidade do Odisseia, tem sido uma das maiores questões de toda a humanidade e, recentemente, tem recebido novos impulsos com vista à descoberta da possibilidade de sobreviver longe da Terra e de como o fazer.

O objetivo é compreender melhor o planeta Terra, para o salvar da sua própria destruição, e as ameaças que existem no espaço: desde o lixo espacial criado pelo Homem, até aos mistérios que estão ainda por descobrir.