Música má

Músicas que não fazemos questão de ouvir em 2017

Seja pela sua repetição exaustiva ou simplesmente por qualquer outro motivo, uma das nossas resoluções para 2017 é evitar estes temas que se seguem. E estamos empenhados em cumprir esses objetivos…

Maria Leal – Dialectos de Ternura
Foi um fenómeno que andou pelas bocas e comentários de Facebook de todos os portugueses. Apresentou-se no Você na TV, com o single Dialectos de Ternura, cuja actuação se tornou viral pelas moves tão “naturais” da artista. Também esta canção nos forneceu a famosa frase “hoje Maria Leal aqui só para ti”, palavras que foram entoadas por todos no Urban – e não só. PF

Lukas Graham – 7 Years
Uma das canções mais tocadas na radiofonia. Mas também uma das músicas mais aborrecidas do ano. Monótona, e com muito pouco de interessante. Não se questiona o talento de Lukas, mas esta música é só uma balada aborrecida. PF

Meghan Trainor – No
Meghan Trainor nunca foi uma artista genial, tinha piada, mas este No é tão chatinho. Parece um hino a alguma coisa que a própria Trainor não sabe o que é. Uma pena, mas espera-se que encontre já em 2017. PF

Mike Posner –  I Took a Pill in Ibiza
Uma wannabe canção de discoteca que acabou nas rádios e longe dos supostos objectivos. Por que raio Posner quer impressionar o Avicii? Logo ele que terminou a carreira (e entretanto, anunciou que vai lançar um álbum). Posner, antes de quereres impressionar seja quem for, revê a tua música. Por favor. PF

One Dance – Drake
Nunca percebi o hype. É simplesmente overrated, e ouvi-a mais vezes do que devia. Sem querer, claro. LP

Fifth Harmony – Work From Home

Sim, a questão aqui é que o comum dos mortais tem de trabalhar. Ouvir a frase “you don’t gotta go to work, work, work” complica tudo. Pelo bem da produtividade nacional… se calhar ouviamos menos isto. CR

Nick Jonas – Close ft. Tove Lo

Longe – é assim a palavra que melhor descreve a relação que quero ter com esta música em 2017. Convenhamos que há rádios em Portugal que ainda não perceberam que passar isto 50 vezes por dia é tudo menos simpático. Assim como na altura em que toda a gente tinha de ouvir a Stay High, da Tove Lo, lembram-se? CR

DNCE – Cake By The Ocean

Já que falamos de um Jonas, há que manter isto em família e aproveitar para pedir encarecidamente que a música Cake by the Ocean não seja incluída, assim, em tudo? CR

Martin Garrix & Bebe Rexha – In The Name Of Love

Se alguém consegue perceber o apelo dos uh-uh-uh-uh que dominam o refrão desta música, que nos explique, se faz favor. Mas sem termos de ouvir a música, de preferência.

Em suma: quando alguém nos perguntar se queremos repetir algumas destas músicas em 2017, esta vai, provavelmente, ser a nossa reação. E tu, que músicas é que deixaste ficar em 2016?

Escolhas de Patrícia Fernandes, Luís Pereira e Cátia Rocha.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Andreia Big Brother
Big Brother. “A Andreia saiu porque quis. O André, numa situação normal, seria expulso”