A atriz veterana Laura Soveral receberá o Prémio Bárbara Virgínia, troféu concebido pelo pintor e escultor Leonel Moura, numa cerimónia que irá decorrer já este ano.

O prémio Bárbara Virgínia foi instituído em 2015 pela Academia Portuguesa de Cinema para homenagear uma figura feminina que se tenha distinguido no panorama do cinema português. Na primeira edição, o galardão foi atribuído à também atriz Leonor Silveira.

O júri, constituído pelos realizadores António Pedro Vasconcelos e Leonel Vieira, pelo produtor Paulo Trancoso e pelos atores Luís Lucas e Paulo Pires, distinguiu Laura Soveral por considerar que “a atriz teve uma carreira ímpar no cinema e no teatro nacional, representando um extraordinário exemplo de determinação e profissionalismo para gerações futuras”.

Para além de uma longa carreira no teatro e na televisão, Laura Soveral, de 83 anos, conta no seu currículo com filmes como Vale Abraão, A Divina Comédia e Francisca, de Manoel de Oliveira; Terra Sonâmbula de Teresa Prata; O Fatalista e Tráfico de João BotelhoQuaresma de João Álvaro Morais; Uma Abelha no Chuva e O Delfim de Fernando Lopes; ou Encontros Imperfeitos de Jorge Marecos Duarte.