Mais um ano que está perto de terminar e se há desejo que o Espalha-Factos tem para 2017, é ver os teatros portugueses mais cheios. Apesar de se registar uma maior adesão, há sempre quem precise de boas razões para se levantar do sofá e ir ao teatro. Aqui ficam algumas delas.

O teatro é considerada a ‘segunda arte’

Foto: visualhunt

A conhecida designação das manifestações artísticas, estabelecida através de uma numeração, coloca as artes cénicas (o teatro, a dança e todas as artes que requerem movimento) em segundo lugar. A lista chega já ao décimo primeiro lugar.

O termo é conhecido por ser atribuído ao cinema, a sétima arte, no entanto é o teatro que ocupa o segundo lugar, atrás da música que está logo em primeiro.

É uma experiência única

Saltando o motivo óbvio de que ir ao teatro contribui para a cultura e conhecimento de cada um, o facto de ser um espetáculo ao vivo e a cores dá ao teatro um gosto especial. Duas sessões da mesma peça nunca são iguais. O texto e a encenação seguem claro a mesma ordem, mas existem improvisos e até mesmo formas de reagir da própria plateia, o que pode inspirar os atores de diversas formas.

Assistir a uma peça ao vivo tem a magia de fazer apaixonar todos aqueles que se atrevem a experimentar.

Ir ao teatro é como ver um filme em direto

Enquanto o cinema é plano e bidimensional, no teatro quase que podes tocar nos teus heróis e vilões. Podes até cheirar o ambiente e saborear cada momento da narrativa. Tudo ali à tua frente e da forma mais orgânica possível… Ali tão perto que quase consegues tocar naquele mundo irreal.

Como estás tão próximo dos atores, envolves-te muito mais na história e com as personagens. Sentes as coisas de forma mais intensa: desde a ira de uma personagem, ao nervosismo de um ator. Consegues sofrer a morte de um personagem que acarinhaste. Chegas mesmo a esquecer-te do grupo de pessoas que está a actuar pois, naquele momento, aquilo é a tua realidade.

Obriga-te a sair de casa

Foto: visualhunt

Com a possibilidade de ver filmes em streaming, por vezes nem ao cinema as pessoas se deslocam. Apesar de existirem muitos.

Com o teatro, a preguiça intensifica-se. Perante isso, houve mesmo quem tentasse colocar o teatro em vídeo mas não resultou. Por isso, para ver uma boa peça, é preciso sair do sofá. E não é essa uma ótima razão para saíres de casa?

Ir ao teatro fica caro? Nem por isso!

Há peças caras? Claro! Mas também há para as carteiras mais magras. Há para todos os gostos e feitios e há até, inclusive, alguns grátis. Basta estares atento à programação dos teatros da tua cidade, agarrares num amigo e partilhar com ele as emoções e a magia do teatro.

Dá-te a conhecer textos clássicos de forma fácil

Shakespeare, Chekhov, Dostoiévski ou Strindberg são bons exemplos de autores clássicos que constantemente integram a programação das grandes salas de teatro portuguesas. As suas grafias e os enredos das suas histórias são difíceis de compreender, mas representam algumas das maiores obras clássicas de teatro de todo o mundo.

Conta-te as mesmas histórias de diversas formas

Foto: visualhunt

O teatro é em direto, sem recurso de edição. Encenadores e atores interpretam as mesmas peças de formas diferentes e cada um as conta à sua maneira. As produções e as linguagens mudam, bem como a forma de incorporar outros elementos como a dança, a música e as projeções.

Permite-te estar em contacto com quem nele participa

Muitas vezes, elenco e encenador estão presentes à saída do espetáculo, disponíveis para responder a questões ou ouvir críticas. O que pode ser mais interessante do que trocar impressões com quem de facto está envolvido na criação e produção de um espetáculo de teatro que acabámos de apreciar?

Desenvolve o espírito crítico

Foto: visualhunt

Há sempre algo que podes retirar das obras teatrais, desde um pormenor, até àquilo que te vai fazer mudar completamente a tua forma de pensar. O teatro ensina-te a pensar de forma mais lúcida, a expressares-te melhor, a emocionares-te sem vergonha, a mostrar mais empatia com os outros e a desinibires-te em situações por norma mais delicadas.

Vive 2017 com mais teatro

A arte cénica é viva, as peças mudam a cada apresentação e o bilhete não precisa, necessariamente, de ser caro. Se és daqueles que torce o nariz quando é convidado para ir ao teatro ou até gosta, mas tem preguiça de procurar por peças (porque não lê as sugestões do Espalha-Factos?), aqui estão nove motivos para não inventares mais desculpas.
Entra com o pé direito em 2017 e começa logo por contribuir para o aumento dos hábitos culturais dos portugueses. Isto porque afinal ir ao teatro não é tão aborrecido quanto possas pensar…