Franca Sozzani

Quem irá substituir Franca Sozzani na Vogue Italia?

A cor preta é a tendência dos últimos dias. A própria Franca Sozzani seria capaz de o explicar: “Fashion isn’t really about clothes, it’s about life.”. Por isso mesmo, ninguém ficou indiferente à sua partida. A indústria da moda está de luto. Mas está também atenta. 

Na impossibilidade de parar, o cargo de chefia que Franca Sozzani ocupava na Vogue Italia precisa de ser preenchido, o quanto antes. O Espalha-Factos já tem apostas em cima da mesa.

Massimiliano Sortino – Jogar pelo seguro

Seguindo a lógica hierárquica, Massimiliano Sortino seria a primeira opção. É o atual editor de moda da Vogue Italia o que é sinónimo de se dizer “o braço direito de Franca.

Iniciou a sua carreira na GQ italiana e, mais tarde, foi contratado como assistente do editor de moda da Vogue Italia. Doze meses foi o tempo que demorou até ele próprio se tornar editor. Ser homem não é impedimento especialmente quando Franca Sozzani foi a primeira mulher a dirigir a edição italiana da Vogue.

Anna Dello Russo – De volta às origens

Apesar de ser responsável pela Vogue japonesa, Anna Dello Russo é, na verdade, uma escolha natural. Além de ser italiana, Dello Russo trabalhou durante doze anos ao lado de Franca Sozzani como editora de moda da Vogue Italia.

Durante seis anos, foi também editora-chefe da L’Uomo Vogue – a edição dedicada ao público masculino. Escolhê-la não causaria espanto.

Alan Prada – Dois em um

Outra lógica possível seria trazer o editor da versão masculina para a versão feminina da Vogue. Até porque já aconteceu algumas vezes. O problema é que Franca Sozzani comandava ambas as versões.

Alan Prada é o atual vice-diretor da L’Uomo Vogue o que fará com que ascenda ao cargo principal. Porém, ascender noutra direção não deixa de ser uma possibilidade.

Enrica Ponzellini – Um percurso semelhante

Enrica Ponzellini seria outra possível escolha. E curiosa. Enrica ocupa atualmente o cargo que foi o primeiro que Franca Sozzani ocupou no início da sua carreira na área da moda.

É a atual diretora da Vogue Bambini – a edição italiana dedicada à moda infantil – e uma fã da sua antecessora: “that was my first love, it was not fashion, it was Franca.”.

Justine Bellavita – Unir redações

Foi Joe Elvin, da revista Glamour, que abordou este tema no Web Summit, em novembro passado. Cada vez mais as redações das revistas se unem às redações da versão online correspondente.

Escolher Justine Bellavita seria um passo para essa união e, igualmente, um símbolo da cada vez maior integração da tecnologia no jornalismo de moda. Ou não fosse ela a atual editora da Vogue.it.

 

Mais Artigos
Coprodução portuguesa ‘Gaza, mon amour’ escolhida para representar a Palestina nos Óscares