Basta pegar e sair. Este é o lema da Amazon Go, o novo projeto experimental da Amazon. O conceito é simples: um supermercado onde basta selecionar aquilo que se quer e ir embora. Sem caixas, sem filas e sem stress. Na fase de teste, a Amazon Go ocupa um espaço com mais de 160 metros quadrados em Seattle e a sua utilização está reservada aos trabalhadores da Amazon.

Criámos a mais avançada tecnologia para que não tenha de esperar na fila“, anuncia o gigante do comércio digital. A experiência começa com uma aplicação móvel, que serve de bilhete de entrada na loja. Uma vez no interior do estabelecimento, a tecnologia consegue acompanhar os produtos que são retirados das prateleiras, e até aqueles que são devolvidos. No final, basta sair da loja e o preço do carrinho de compras é descontado da conta na Amazon.

Basta ir embora

A experiência de compras livre de filas é possível graças à mesma tecnologia utilizada nos carros autónomos: visão informatizada, multi sensores e algoritmos de inteligência artificial, que aprendem com as escolhas dos clientes. “Seremos capazes de quebrar os limites da visão computadorizada e da inteligência artificial para criar uma loja onde os clientes podem simplesmente agarrar o que querem e ir embora?“, foi uma das perguntas que a empresa colocou durante a preparação do projeto.

A ideia esteve em maturação durante quatro anos e, por agora, a sua oferta baseia-se em artigos de mercearia. “Oferecemos deliciosas opções prontas a comer, para o pequeno-almoço, almoço, lanche e jantar“, lê-se no site oficial. Numa loja automatizada, a comida ainda é preparada por humanos: “Preparada fresca todos os dias pelos nossos chefs residentes ou pelos nossos restaurantes e pastelarias favoritos.

Futuro das compras

Com a Amazon Go, a marca representa a maior presença na tendência de automatização dos processos de compras em lojas tradicionais. Recentemente aplicações como a Selfycart propõem reduzir as filas e diminuir o tempo passado nas compras. A previsão é que a loja esteja aberta a todos os clientes da Amazon durante o próximo ano.