É altura de dar graças por outros continentes mas nós também temos motivos para dizer obrigado: obrigado por esta pausa habitual nas séries que nos permitem descobrir outras coisas boas de se ver. O Espalha-Factos dá-te a conhecer boas séries para uma maratona, digamos, à séria.

Stranger Things, Netflix

When it’s cold I like to die… ou simplesmente de me enrolar numa manta a ver séries. Quem ainda não viu vive com certeza num universo paralelo. Quem já viu quer repetir a experiência, com aquela que já é uma das séries sensação de 2016.

Stranger Things decorre nos anos 80, mais precisamente em 1983, e um dos pontos apelativos passa logo pelas inúmeras referências ao legado de Steven Spielberg, John Carpenter e Stephen King. A série chega-nos pelos irmãos Matt e Ross Duffer, e conta-nos a história do desaparecimento de um pré-adolescente, envolto num mistério que envolve não só o governo, como forças sobrenaturais e uma rapariga muito peculiar.

Do elenco fazem parte Winona Ryder, David Harbour e um grupo de miúdos extraordinários como Millie Bobby Brown, Finn Wolfhard, Gaten MatarazzoCaleb McLaughlin. A primeira temporada tem apenas oito episódios, que se vêm de uma só vez.

stranger-things-friends-dont-lie-08262016

The Affair, Showtime

Não, esta não é uma série sobre um caso extraconjugal. Ou melhor, é. Mas esse é só um aspecto numa série que nos revela a dimensão humana. The Affair leva-nos ao curioso mundo das memórias, e como elas mudam consoante o ponto de vista e o estado emocional de cada um. Dominic West e Ruth Wilson são quem nos guia ao longo desta história, que não ficaria completa sem Maura Tierney e Joshua Jackson (já passaram tantos anos desde Dawson’s Creek e ele continua na mesma).

Apesar de já contar com duas temporadas, estas trazem-nos duas histórias dentro de uma, pelo que não conseguimos deixar de ver. E se a viagem já foi tão boa até agora, o trailer da próxima temporada só prova que esta ainda é uma série que surpreende (e há tão poucas deste género hoje em dia).

A primeira temporada de The Affair tem dez episódios, e a segunda doze.

tumblr_nyozul4twy1r7eta3o1_500

American Horror Story, temporada 6, FX

Não, não se assustem que não recomendamos ver seis temporadas inteiras. Quer dizer, recomendamos, mas quem optar por ver só a sexta não se arrependerá. American Horror Story: Roanoke é nada mais nada menos do que uma homenagem a uma boa produção televisiva.

Roanoke conta-nos uma história baseada numa história perdida, a colónia perdida de Roanoke. Só isso já é suficiente para nos aguçar o apetite. Mas há mais. Esta temporada é-nos apresentada como um documentário, muito ao estilo do que vemos em televisão, dando ainda mais credibilidade ao que se vai desenrolando.

Uma das coisas boas de Ryan Murphy é o quão fiel é aos atores que consigo colaboram, pelo que, apesar de ser uma história nova, temos a familiaridade de caras como a de Sarah Paulson, Lily Rabe, Kathy Bates, André Holland, Denis O’HareAngela Bassett, entre outros.

Uma nota especial para o capítulo sexto desta temporada, uma verdadeira obra-prima televisiva.

tumblr_oep9hayowp1sjdlmno1_500

American Crime Story: The People Vs. O.J. Simpson, FX

Foi o julgamento do século e um dos casos que ainda deixa a América dividida. Eram muitos os que idolatravam O.J. Simpson e mais ainda os que duvidavam que tivesse tirado a vida à ex-mulher Nicole Brown Simpson e ao amigos desta Ronald Goldman.

Mais do que nos guiar pela premissa de descobrir se era culpado ou não, American Crime Story leva-nos a descobrir os ângulos em que não pensamos em casos tão mediáticos quanto este. Como viveram os jurados destacados durante os quase 11 meses do julgamento, não podendo ter contacto com o exterior, com os jornais e com as televisões, para não serem influenciados? Qual o impacto desta derrota nos advogados destacados pelo Ministério Público e na polícia? No fundo, como se processa um julgamento-espectáculo destes na terra onde tudo é possível?

Vencedora de vários Emmy, American Crime Story vale a pena ver e já nos despertou a atenção para as duas próximas temáticas: o que aconteceu depois do furacão Katrina (segunda temporada) e o assassinato de Gianni Versace (terceira temporada).

tumblr_o1za5kiksb1qbvkmso1_500

Victoria, ITV

A ITV já nos tem habituado a grandes produções e Victoria não é exceção. Para além de nos contar a história de Victoria e Albert, traz-nos uma linda história de amor (e se há coisa para qual a televisão também é boa, é para nos fazer sonhar).

Victoria conta-nos a história da monarca a partir do dia em que a mesma ascende ao trono, reinado esse que duraria 63 anos e sete meses. Mas a par da história da Rainha, esta série traz-nos os avanços de Inglaterra durante a segunda metade do século XIX. Desde a locomotiva aos avanços na arte e na ciência, os ingleses trazem a sua herança como só eles sabem fazer.

E como há muito para contar, Victoria volta em 2017 com novos episódios. Até lá, são oito episódios bonitos para ver.

tumblr_od07d18twx1qaa0sjo1_500

Top of the Lake, BBC Two, BBC UKTV e Sundance Channel

Cenário apaixonante para as filmagens de O Senhor dos Anéis, conhecemos em Top of the Lake um outro lado da Nova Zelândia, não só em paisagens como em costumes.

Envolta em segredos, o mote da série é o desaparecimento de uma jovem de 12 anos, grávida, e a luta por encontrá-la, levada a cabo pela Detetive Robin Griffin, também ela com segredos por revelar.

Top of the Lake foi para o ar em 2013 e foi pensada como um capítulo fechado, mas, contra todas as expetativas, foi anunciada uma segunda temporada, que irá para o ar em 2017.tumblr_nlu7d3uzet1uqgal7o1_400

Guardar

Guardar