Esta sexta-feira, dia 18 de novembro, o Passos Manuel recebeu, numa fria noite de outono, o espetáculo de apresentação de Modern Dancing, o segundo longa-duração do projeto White Haus.

Com cerca de 30 minutos de atraso, o concerto iniciou-se pelas 23h perante uma plateia que, tímida, se manteve amarrada às confortáveis cadeiras da sala e assistiu à entrada de João Vieira num palco com iluminação azulada.

Começando absolutamente só, com o tema Realism, João fez-se acompanhar rapidamente por Graciela Coelho, André Simão e Gil Costa para tocar This is Heaven, com projeções alusivas ao novo registo em estúdio.

Muito aplaudidos, seguiu-se o enérgico single Greatest Hits, um apelo dirigido ao público («Se quiserem levantar-se e dançar, estão à vontade!») e Put My Name on Your List diante de um pano de fundo avermelhado. A plateia cedeu naturalmente e manteve-se irrequieta até ao final da atuação.

Hard Times, do álbum homónimo, antecipou um momento intimista em City Girls com um solo de João e Graciela e, já com o quarteto em palco, houve The Secret, depois de múltiplos agradecimentos aqueles que colaboraram neste novo lançamento.

O concerto continuou com The Ghost, Fight Fear e Make No Sense, do EP White Haus, levando a uma precoce despedida com a explosiva How I Feel e a orelhuda Far From Everything.

Após inúmeros pedidos emitidos por uma plateia desejosa pelo prosseguimento do espetáculo, houve ainda tempo para um encore com Work e o êxito All I Ever Wanted.

No último suspiro, a banda agradeceu aos presentes por terem comparecido e fez uma vénia conjunta na derradeira despedida do palco. A festa, contudo, estendeu-se pela noite dentro com um dj set de MVRIA.

Fotografias de Luís Pereira