rtp

Tudo o que precisas saber sobre as novidades da RTP na TDT

Muge, em Salvaterra de Magos, foi a localidade escolhida pela RTP para lançar os novos canais da TDT. A partir do próximo dia 1 de dezembro a RTP3 e a RTP Memória estarão finalmente disponíveis em sinal aberto. Além da introdução dos novos canais, a RTP traz novos conteúdos, que incluem nova programação para os mais jovens, um programa de economia e um novo concurso televisivo.

Foi numa cerimónia divertida, apresentada por Catarina Furtado e Fernando Alvim, que a RTP apresentou as novidades já para o próximo mês de dezembro.

Há + RTP na TDT foi o mote para o evento, que prometeu muitas mudanças na estação pública. Sr. Osório – personagem interpretada por Eduardo Madeira – começou por interromper a apresentação com algumas reclamações sobre a RTP, nomeadamente o facto de não responder às necessidades de minorias como o grupo de hermafroditas intolerantes à lactose, nem ter programas isentos de glúten.

Gonçalo Reis, presidente do conselho de administração da RTP, quis responder à exigência e foi o primeiro portador de boas notícias. Detalhou que a chegada de novos canais à TDT representa “uma oferta a mais de 2 milhões de portugueses“, inclusive os das regiões do Interior. Razão que motivou, simbolicamente, a apresentação em Muge, ilustrando o impacto que tem alargar a oferta a todas as regiões.

O alargamento tem, para este responsável da estação pública, grandes impactos para a população, como forma de combate às desigualdades, além de gerar novas oportunidades no setor audiovisual. “Este processo de alargamento da TDT resulta da convergência de várias vontades e acho que isso é um aspeto positivo.”.

Tudo o que é serviço público tem de chegar a toda a gente, a todo o país, a todas as regiões

Para o ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, esta abertura é “um objetivo finalmente cumprido, um passo dado no combate às desigualdades“. “Esta abertura dos canais da RTP à TDT vem beneficiar mais de dois milhões de pessoas que acedem à televisão apenas em sinal aberto e gratuito“, defendeu. Acrescenta ainda que esta é uma forma de apostar na qualificação dos portugueses, no acesso ao conhecimento e na promoção da cultura.

Muitas novidades, mas mantendo o que há de melhor

Daniel Deusdado, diretor de programas da RTP, apresentou a nova grelha de programação, sublinhando que “a força dos acontecimentos” é o princípio por trás da RTP generalista. A aposta em novos conteúdos começou já com a transmissão da série Humanos, que estreou a 14 de novembro. O formato, embora tenha alcançado apenas 6,2% share, é considerado como um “sucesso simbólico” para o responsável.

As novidades não ficam por aqui e em janeiro o canal público vai estrear uma nova série, Ministério do Tempo, adaptação da série espanhola com o mesmo nome.

No país de nuestros hermanos a produção foi um grande sucesso e será agora nova grande aposta na ficção nacional da RTP. A nova série é o maior investimento na grelha e os seus 16 episódios serão transmitidos à segunda-feira depois do Telejornal.

Ministério do Tempo conta a história de uma agência secreta do governo em regresso constante ao passado. “Todos os governos têm segredos e o nosso é este ministério, o ministério do tempo”, diz António Capelo, ator da série, no vídeo de apresentação. Do elenco fazem parte também Filomena Cautela, Sisley Dias, João Lagarto, Carla Andrino, Luís Barros, Bruno Ambrósio, Almeno Gonçalves, Mariana Monteiro e Ângelo Rodrigues.

A série que foi um sucesso na Espanha chega agora à RTP numa produção portuguesa
A série que foi um sucesso na Espanha chega agora à RTP numa produção portuguesa

Já dia 2 de dezembro às 23h00 vai estrear o concurso O avô fugiu de casa, apresentado por Fernando Alvim. É um programa dirigido ao público mais velho, cuja primeira emissão terá em competição Arruda dos Vinhos e Salvaterra de Magos.

Mas em equipa que ganha não se mexe e a equipa de O Preço Certo, ao fim de 13 anos em televisão com Fernando Mendes à frente vai também continuar na nova grelha. Ainda a somar pontos nas audiências, prepara-se para comemorar, em março de 2017, o episódio número 3000 do concurso, por altura do aniversário da RTP. “O Preço Certo é o país real” – afirmou na apresentação Fernando Mendes“é um programa que e dá muito orgulho fazer”.

Fernando Mendes é um dos grandes homens do entretenimento no canal, mantendo o seu sucesso em O Preço Certo
Fernando Mendes é um dos grandes homens do entretenimento no canal, mantendo o seu sucesso em O Preço Certo

5 para a meia-noite vai manter-se às quintas-feiras como “uma marca de grande parvoíce”, nas palavras de Filomena Cautela. A começar às 22h45, o programa “quer manter a sua irreverência, a sua rebeldia, mas ao mesmo tempo chegar a mais pessoas, para verem um programa que traz os grandes nomes da cultura e da televisão num formato único”, afirma a atriz.

RTP2, a irmã mais nova

Aquela que é, nas palavras de Alvim, a “irmã mais nova” da RTP1, porque “lê e vai ao teatro”, também tem novidades. Teresa Paixão, diretora do canal, revela que esta irmã mais nova vai dedicar-se a um novo público-alvo, difícil de surpreender, que são os pré-adolescentes. As manhãs de sábado vão encantar os mais novos, com cinco horas de desenhos animados. À tarde, os adolescentes poderão assistir ao Circo de Monte Carlo, magazines, séries e filmes de animação.

Encantar é, segundo Teresa, a missão da RTP2, tarefa que “dá muito mais prazer do que mostrar o mundo como ele é, que é o que fazem os colegas da RTP3; como ele foi, como faz a RTP Memória; ou como devia ser, como faz a RTP1″. A RTP2 é o canal do excecional”. Com tanto encantamento, seria de esperar que duvidássemos da assinatura do canal– “Culta e adulta” –, mas a diretora reforça-a, defendendo que está a criar adultos cultos. O desejo de toda a equipa da RTP2, segundo Teresa, é que um dia a RTP Memória transmita o seu conteúdo com orgulho.

Academia de Dança, uma das apostas da RTP para o público juvenil
Academia de Dança, uma das apostas da RTP para o público juvenil

Mais informação, mais Portugal, mais mundo

A RTP3 vai ser já a partir de dezembro o primeiro canal de informação em sinal aberto. Nas palavras de António José Teixeira, membro da direção, o canal espera trazer no futuro mais informação, mais Portugal e mais mundo. A informação deve vir de todo o país, criando um sentimento de identidade, e de outros países importantes, entre os quais Espanha, Bélgica e Brasil. O número três volta a estar presente neste modo de pensar.

Três são também as novidades do canal de informação. Haverá um novo programa de economia, Tudo é economia, que começa por explicar a razão do seu nome a partir da metáfora protagonizada por uma torradeira, logo no primeiro episódio. Outra aposta será um programa de debate aprofundado sobre os grandes da atualidade, resultado de uma parceria entre a RTP e a Fundação Francisco Manuel dos Santos, apresentado por Carlos Daniel. Luís Afonso vai trazer o humor à informação e à rádio, com o cartoon diário A mosca, a ser transmitido também pela Antena 1.

As memórias da RTP

Júlio Isidro e Inês Lopes Gonçalves mantêm-se como apresentadores da RTP Memória, cujo como principal objetivo com esta mudança é a diversificação. A ideia é chegar mais público, inclusive aos mais jovens, o que passa também por um investimento no digital. A chegada à TDT será marcada por uma música da cantora Rita Dias, um pequeno hino que relembra alguns dos momentos mais icónicos da estação pública. “Celebrar a televisão” é a missão da RTP Memória.

Mais Artigos
Pedro Abrunhosa
Pedro Abrunhosa de ‘CORPO i ALMA’ este Natal