Frank (Charlie Weber) está oficialmente de volta para agitar as coisas em How To Get Away With Murder, mas esse parece ter sido o menor dos problemas para o nossos protagonistas esta semana. O novo episódio da série, intitulado Call It Mother’s Intituition, estreou no canal ABC no dia 3 de novembro.

O caso desta semana gira em torno de uma senhora idosa que alega ter sido envenenada pelos seus três filhos, que trabalham para ela no negócio de família. A mulher é um ser altamente manipulador, mas os três irmãos também não têm problemas em esconder o quanto detestam a mãe e não se importariam com a sua morte.

Graças a Laurel (Karla Souza), a equipa descobre que a velhota se envenenou a si própria e estava tentar culpar os filhos, de modo a mostrar-lhes que ninguém deve tomar a sua mãe por garantida. Uma lição muito bonita e verdadeira, infelizmente demonstrada da pior forma possível. Adiante.How To Get Away With Murder

Wes (Alfred Enoch) continua a ser interrogado pela polícia acerca do caso do seu pai, Wallace Mahoney (Adam Arkin), e as coisas parecem ficar mais apertadas quando as autoridades descobrem que o principal suspeito, Charles Mahoney (Wilson Bethel), afinal tem um álibi. Claro que, por esta altura, Wes e o resto do grupo já devem estar habituados ao sentimento de serem apanhados pela polícia a qualquer segundo.

O caso desta semana parece afetar Annalise (Viola Davis) e ela ordena os cinco estudantes a dizerem tudo o que pensam sobre ela, antes que algo pior aconteça. Adjetivos como “triste, egoísta, patética, sozinha” saltam para o ar, naquela que é a maior demonstração de ingratidão que alguma vez vi.

Annalise nunca magoou ninguém e colocou a sua vida em risco inúmeras vezes para proteger o resto do grupo e é assim que eles agradecem?How To Get Away With Murder

Ao mesmo tempo, a protagonista faz uma nova amiga. Numa reunião dos Alcoólicos Anónimos, Annalise presencia o discurso de um ano de sobriedade por parte da diretora Hargrove (Lauren Vélez) e decide recomendar-lhe um advogada de família, já que ela perdeu a custódia dos filhos graças ao seu alcoolismo. Mais uma prova de que Annalise consegue lidar com os problemas da melhor forma possível, pondo um pouco de lado o seu coração de pedra.

A grande novidade da semana é o regresso de Frank, que tenta primeiramente uma reconciliação com Bonnie (Lisa Weil). Claro que esta, após ter sido abandonada no quarto de hotel, não se deixa comover pela lágrimas de Frank e grita inúmeras vezes para ele se retirar. Toda a gente em How To Get Away With Murder já cometeu crimes imperdoáveis e custa-me ver que estão a tornar Frank num autêntico vilão posto de lado.How To Get Away With Murder

Michaela (Aja Naomi King) e Asher (Matt McGorry) continuam juntos, bem como Wes e Laurel, até ao momento em que também esta recebe uma visita de Frank.

Contudo, o drama continua concentrado em Oliver (Conrad Ricamora), que perde o seu novo namorado após admitir que é HIV-positivo. Isto faz com que ele regresse para os braços de Connor (Jack Falahee) e estes aparentemente façam as pazes. Eu adorava estes dois, mas tanta indecisão está a tornar-se simplesmente cansativa.

No flashforward de duas semanas, descobrimos mais um membro do grupo que sobreviveu ao incêndio: Wes! A razão para ele estar vivo, contudo, não é propriamente a melhor. Aparentemente, ele está na estação da polícia a construir um caso contra Annalise e é por isso que a advogada está presa.

Wes já era um pouco a ovelha negra do grupo, mas agora está a tornar-se simplesmente detestável. Virar-se conta a mulher que o tem protegido ao longo de três temporadas?

Com apenas dois episódios até descobrir a vítima fatal do incêndio, eu continuo a viver para os momentos de comédia proporcionados por Michaela e Asher ou para o caminho de redenção de Annalise e Frank. Tudo o resto parece estar completamente fora de sítio e apenas rezo para que as coisas  em How To Get Away With Murder voltem a entrar nos eixos brevemente.

NOTA: 7/10