Gorillaz - 19-2000

O iPod fez 15 anos. Como era uma playlist de 2001?

O iPod comemora hoje a bonita idade de 15 anos. Mas, afinal, que músicas havia nas playlists de 2001? Vamos lá descobrir.

Lady Marmalade – Moulin Rouge! soundtrack
Uma música que grita feminismo por todo o lado. Lady Marmalade conta com grandes vozes como Christina Aguilera, Lil’ Kim, Pink e Mya. Metade já não se sabe bem quem são, outra metade anda meia desaparecida do cenário musical. Ainda assim, esta continua a ser um hit que aquece corações, e repleta de sensualidade e de boas vibrações. – Patrícia Fernandes

Can’t Get You Out of My Head –  Kylie Minogue
À data era a australiana mais sexy do mundo artístico, agora já tem uma forte competição. A fama já ninguém lhe tira (nem a beleza, sejamos sinceros!). A sua carreira fortaleceu-se com êxitos como este Can’t Get You Out of My Head. Não ia a discotecas na altura (era uma miúda no início da adolescência), mas gosto de acreditar que estes espaços eram pautados pelo bom gosto e, de certo que este era uma das músicas mais dançadas da noite. – Patrícia Fernandes

Chop Suey! – System of a Down
Tenho mixed feelings com os System of a Down, principalmente, porque não percebo metade daquilo que cantam (aposto que eles também não…) mas, esta é uma música que recordo do início da minha juventude, onde ouvia amigos a cantá-la e a ouvi-la nos mil e um aparelhos de mp3 e nos revolucionários iPods. Chop Suey! foi uma libertação musical porque aprendi a não ter “categorias” para a música, aprendi que música se divide por “gosto” e “não gosto”, e é uma liberdade que defendo muito. – Patrícia Fernandes

19-2000 – Gorillaz
Falar de 2001 e de iPods implica falar de Gorillaz. Eles foram revolucionários e marcaram uma geração, abriu-nos a mente para a interpretação artística e para o que a música podia ser. Passados 15 anos, os Gorillaz continuam a soar únicos, sem artistas iguais a eles. Para não falar da Noodleque é incrível neste vídeo…
get-the-cool
Há uma liberdade criativa neles que inspirou tantos que se seguiram no mundo da música. Mas representou, para mim, uma relação com a música, onde a componente narrativa e visual passaram a valer tanto como a música em si. Uma das canções obrigatórias na minha vida, em iPod, telemóvel ou Spotify. – Patrícia Fernandes

Whenever, Wherever –  Shakira
Não havia ninguém na minha escola primária que não tivesse o primeiríssimo álbum da ShakiraLaundry Service – que, só por acaso, foi o primeiro que tive na minha vida. A verdade é que estamos em 2016 e é sem vergonha que admito ainda ter esta música no meu ipod; e vou vendo o videoclip (da Objection, também…) de vez em quando, porque já nessa altura a Shakira era loca, loca, loca. – Beatriz Rainha

Mais Artigos
Carolina Deslandes - Mulher
À Escuta. Carolina Deslandes lança um alerta em nome das mulheres