A Netflix vai investir seis mil milhões de dólares (5,46 mil milhões de euros, aproximadamente) em novas séries, no próximo ano. O anúncio foi feito no relatório relativo ao Q3 deste ano.

O serviço de streaming é o segundo maior investidor em conteúdo, de acordo com dados da Boston Consulting Group e da SNL Kagan. Os dados são relativos aos restantes serviços pagos de televisão e vídeo on demand. As informações da empresa apontavam um investimento de cinco mil milhões de dólares para o ano corrente.

Netflix

‘House of Cards’, um dos grandes sucessos exclusivos da Netflix.

A projeção de um investimento de seis mil milhões de dólares não garante o topo do pódio à Netflix. A ESPN continua a ser a empresa líder na categoria. Em 2016, o canal desportivo gastou 7,3 mil milhões de dólares em conteúdo (com preços aumentados devido aos custos dos direitos desportivos).

Tanto o terceiro lugar (NBC), como o quarto (CBS), também apostam em conteúdo desportivo. Assim, a Netflix torna-se a única investidora a arriscar todos os investimentos em ficção. Neste segmento, a concorrente principal é a Amazon, que espera triplicar o investimento no final de 2017.

Pode assim dizer-se que 2016 vai acabar em alta para o serviço de streaming depois de, em julho deste ano, terem surgidos preocupações face ao reduzido número de novos clientes que se estava a juntar à Netflix. Esse pessimismo acabou por ser contrariado já que a empresa conseguiu chegar nos últimos meses à marca de 3,2 milhões novos subscritores, valor que ultrapassa a previsão de vários analistas, que se ficava pelos dois milhões.