14705630_10154200413452701_3452799086155822435_n
Foto: Amadora BD Facebook

Amadora BD 2016, o Festival pela Cidade

O Amadora BD – Festival Internacional de Banda Desenhada regressa para mais uma edição, sob o tema O Espaço e o Tema, de 21 de outubro a 6 de novembro, no Fórum Luís de Camões.

Embora com atividades programadas em vários locais da cidade, o principal acontecimento do panorama bedéfilo nacional e um dos mais importantes eventos dedicados à 9.ª arte, a nível europeu, volta a ter como núcleo de programação central o Fórum Luís de Camões. O festival promete uma ampla e democrática abordagem ao universo da Banda Desenhada.

Desde áreas expositivas a interativas, com workshops, conferências, debates, sessões de autógrafos e uma feira do livro, o espaço está criado para agradar a todas as idades e famílias. O Fórum Luís de Camões acolherá oito exposições, incluindo a do autor de destaque desta edição, Marco Mendes, vencedor do Prémio Melhor Álbum de Autor Português em 2015.

Marco Mendes, autor de destaque do Amadora BD 2016
Marco Mendes, autor de destaque do Amadora BD 2016

O tema central procura explorar o conceito de Espaço e Tempo na BD na sua relação com as outras artes, particularmente com a arquitetura e o cinema.

Destaca-se ainda exposição central sobre O Espaço e o Tempo na Banda Desenhada e a exposição evocativa sobre os 70 anos do Lucky Luke, assim como o novo álbum de BD Democracia, de Alecos Papadatos e Abraham Kawa, com exposição no núcleo central, que será lançado no festival com a presença dos autores.

Democracia, de Alecos Papadatos e Abraham Kawa

Será possível ver mais outras cinco exposições, na Bedeteca – Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos, na Casa Roque Gameiro, na Casa Aprígio Gomes e na Casa da Cerca. Será possível ainda conhecer duas coleções privadas, uma de Rico Sequeira, em exposição na Galeria Artur Bual, que apresenta pranchas originais do séc. XX de vários autores norte-americanos e europeus; e outra, de Glenn Bray, que retrata um dos mais importantes capítulos da história da banda desenhada moderna norte-americana, os Underground Comix.

Exposição 10x10 , de Richard Camara, na Casa da Cerca
Exposição 10×10 , de Richard Camara, na Casa da Cerca

Estão programadas 10 visitas guiadas, durante seis dias, que são livres, temáticas e conduzidas por autores ou especialistas, nacionais e internacionais. O diretor do festival, Nelson Dona, fará a primeira visita guiada, à edição deste ano, no dia 23 de outubro, às 11h. No mesmo dia, às 16h, será possível ser guiado por Pedro Mota, comissário da exposição 70 anos de Lucky Luke.

O workshop Desenha Caras com Música estará aberto a todos, no piso -1, nos dias 22, 23, 29 e 30 de outubro, e 5 e 6 de novembro. Nos mesmos dias estarão ainda decorrer duas oficinas: Oficina de Escrita Criativa e Oficina de Reciclagem Criativa.

No dia 22 de outubro, realizar-se-á um workshop orientado por Chito e promovido pelo Instituto Italiano de Cultura de Lisboa, intitulado O encontro com o outro. Aqui ninguém é estrangeiro. POW, SPLASH, BOOM! Vamos desenhar o barulho?, uma oficina sobre a representação do som na BD, e Era Uma vez a tua História aos Quadradinhos, uma oficina sobre a criação de uma narrativa em BD.

Estão programadas também apresentações e lançamentos, assim como a Festa do Cinema e a Feira do Livro. A inauguração é dia 21 de outubro, às 21h. É possível visitar o Amadora BD 2016 de domingo a quinta-feira, das 10h às 20h, e sextas e sábados, das 10h às 23h.

Para mais informações aceda ao site oficial do Amadora BD.

27amadorabd2016_cartaz_web

Mais Artigos
bolos Harry Potter2
Descobre os bolos de aniversário preferidos dos portugueses… e das personagens da ficção