Enquanto Frank (William H. Macy) continua na sua missão de criar uma nova família, os restantes Gallagher deparam-se com o fato de todos serem já (quase) adultos – e o que isso implica. O novo episódio de Shameless, intitulado Home Sweet Homeless Shelter, estreou no canal Showtime no dia 16 de outubro.

Num armazém para sem-abrigo, Frank recruta seis novos membros para sua família e até os apelida de Nova Fiona, Novo Lip e por aí adiante. O resto do episódio consiste numa série de momentos em que Frank tenta provar que é um bom pai, conseguindo eventualmente mover não só a sua nova família como todos os sem-abrigo para uma casa desocupada.

Tudo isto seria muito bonito se ele tivesse tamanha atitude para a sua verdadeira família, mas parece que Frank não planeia redimir os seus pecados num futuro próximo.

Lip (Jeremy Allen White) continua o seu estágio e começa a realizar tarefas pouco ortodoxas, sendo literalmente um escravo das pessoas que lá trabalham. Ao menos parece estar a ultrapassar o seu problema com o álcool, mas confesso que Lip é uma personagem que merece melhor do que um estágio abusivo que só numa reviravolta de 180º o conseguirá levar a algum lado. Pouco ou nada a dizer sobre este assunto por enquanto.shameless

A bipolaridade de Ian (Cameron Monaghan) começa de novo a atacar, agora que este lida com a sua separação de Caleb (Jeff Pierre). Para além de comportamentos obsessivos variados, Ian deixa escapar uma paciente da ambulância, a qual acaba por ser atropelada. Felizmente, a situação acaba por não afetar o seu emprego, mas é bom ver que Shameless conseguiu criar uma personagem LGBT cuja sexualidade é apenas uma fração de tudo aquilo com a qual ela tem de lidar.

Carl (Ethan Cutkosky) é acusado pelo pai de Dominique (Jaylen Barron) de lhe ter transmitido gonorreia e decide então fazer testes clínicos para esclarecer a situação. Quando estes dão negativo, Carl decide seguir Dominique e depressa descobre a verdade: esta tem escapado a meio da noite para se envolver com rapazes universitários. Dominique parecia ser o segredo para Carl endireitar a sua vida e ela conseguiu perder toda a minha consideração numa questão de segundos.

Estava a tentar escapar-me de Debbie (Emma Kenney), mas lá terá de ser. Ela passa de carrinhos de bebé para roupas e decide assaltar uma loja, acumulando uma quantia de mais de dois mil dólares. Acaba por ser apanhada pela polícia, mas escapa apenas com um aviso. Quando eu achava que Debbie não podia descer mais fundo, lá vai ela provar que eu estava errado.shameless

Kevin (Steve Howey), Veronica (Shanola Hampton) e Svetlana (Isidora Goreshter) arrancam com o seu negócio de empregadas domésticas que trabalham com os peitos à mostra. Quem fica, então, a tomar conta dos bebés e do bar?

Não desesperem, pois eis que entra em cena o pai de Svetlana. Se nós achávamos que ela era a típica russa sem papas na língua, o pai dela vem mostrar o verdadeiro sangue que corre na família. Já para não falar que o negócio do trio parece estar a dar lucros consideráveis.

Enquanto isso, Fiona (Emmy Rossum) ganhou o estatuto de salvadora durante todo o episódio. Lidando com os problemas e a pressão do seu trabalho no restaurante, ela ausenta-se três vezes para cuidar dos irmãos: quando Debbie é apanhada, quando Ian fez asneira na ambulância e quando Liam arranja sarilhos no infantário.

O momento crucial chega quando Fiona reúne toda a família à mesa e diz que já nenhum deles é criança e que têm todo o potencial para cuidarem de si próprios. Como tal, cada um terá de começar a pagar uma renda se querem continuar a viver naquela casa. Para além disso, Fiona diz que está cansada de resolver os desastres dos outros e quer começar a criar uma vida para si mesma.

Embora tenha havido alturas em que Fiona não era a personagem mais tolerável de Shameless, ninguém lhe tira o crédito de ter cuidado de cinco irmãos, perdendo a sua própria juventude e independência. A irmã mais velha prepara-se para bater asas e voar e eu não poderia estar mais contente ao ver tal acontecer.

NOTA: 9/10