Num dia marcado pela “guerra” entre taxistas e plataformas de transportes, a RTP1 liderou e os canais informativos subiram.

O Prós e Contras desta segunda-feira teve um resultado histórico. O debate sobre Os Táxis e as Novas Plataformas de Transportes atraiu uma média de 591 mil espectadores, o melhor resultado do programa de debate da RTP1 desde o início da era GfK na medição de audiências, em março de 2012.

O debate conduzido por Fátima Campos Ferreira registou 6,1% de audiência e 14,1% de share, um valor que quase duplica a média anual do programa até ao momento (3,1% / 7,4%). Para o bom resultado do programa contribuiu também a transmissão do Ilhas Faroé x Portugal (21,0% / 43,3%) e a flash interview do jogo (17,1% / 32,7%), os dois programas mais vistos do dia.

O Prós e Contras garantiu à RTP1 valores acima do habitual naquele horário e conseguiu fazer mossa nas novelas das privadas. A Impostora registou o seu pior share, 24,5%, e teve uma audiência de 11,8%. Amor Maior conseguiu liderar contra a concorrente da TVI, ao registar 13,3% / 26,8%.

top-10-outubro

A RTP1 foi a estação mais vista nesta segunda-feira, com 19,8% de share, superando a TVI que registou 19,1%. Em terceiro lugar ficou a SIC, com 3,4% de share. A RTP2 ficou-se pelos 1,7% e foi ultrapassada por vários canais de cabo.

curva-10-outubro

Informativos em alta com protesto dos taxistas

O protesto dos taxistas em Lisboa e os vários incidentes ao longo do dia fizeram subir os canais informativos, com destaque para a SIC Notícias, que registou 3,4% de share. Foi o melhor resultado diário do canal de informação da SIC desde 11 de julho, o dia do regresso da seleção nacional após a conquista do Euro 2016.

curva-informativos-10-outubro

Entre os vários espaços que acompanharam a manifestação, destacou-se o Jornal das 10 que registou 0,7% de audiência e 5,8% de share numa edição alargada até às 13h. À tarde, a Edição da Tarde marcou 0,8% / 4,8%. Ambos os blocos noticiosos conseguiram aproximar-se da RTP1 e superar a estação pública por alguns minutos.

Também a CMTV, canal generalista que dedicou boa parte da programação ao protesto, teve um dos seus melhores resultados do ano, com 2,8% de share. A TVI24 teve uma média diária de 2,2% de share. Embora atrás da concorrência, também a RTP3 se destacou ao registar 1,4% de share diário, igualmente o melhor resultado desde 11 de julho.

Dados de audiência Total Dia (Live+VOSDAL) da GfK/CAEM para o dia 10 de outubro de 2016.