Perfeito Círculo Presente, de Daniel Gorjão, não será apresentado numa sala de espetáculos, mas sim no programa A peça que faltava, na RTP2.

O espetáculo foi encomendado para o formato que, desde setembro deste ano, exibe, mensalmente, uma peça criada e gravada em estúdio especialmente para o efeito. A peça que faltava assume-se como um programa de teleteatro, que já não se fazia desde os anos 80 e que é agora recuperado, num total de seis peças, com cerca de 25 minutos cada.

A partir do Sermão de Nossa Senhora do Ó de Padre António Vieira, Perfeito Círculo Presente fala-nos do desejo, não da carne, mas da comunicação, da criação de pontes, de ser inteiro e gerador perante o outro – explorando o feminino, aquilo que fica no indelével sentido do ser, em contraponto com o masculino, a força anímica, bruta.

Com o espaço sonoro a cargo de Miguel Lucas Mendes, propõe-se um objeto pluridisciplinar, apelando à estética minimal berlinense. A atriz, Maria Jorge, dará corpo a cada palavra e o ator, João Villas-Boas, movimento a cada silêncio.

Perfeito Círculo Presente será exibido no dia 22 de outubro, sábado, às 22h30.