Príncipe, transmitida pela RTP2, foi a porta de entrada das séries espanholas no prime-time da televisão portuguesa. O sucesso, que já levou o canal público à terceira posição no horário, não deve ficar por aqui. Por isso mostramos cinco produções que apostamos que fariam boa figura na televisão ‘culta e adulta’.

Gran Hotel

Príncipe

Drama / Suspense (2011-2013)
39 episódios
Antena 3

É a história do humilde Julio (Yon González) que chega, em 1905, ao Gran Hotel para visitar a sua irmã Cristina (Paula Prendes), encarregada de um dos pisos do mesmo. O problema é que Cristina desapareceu há mais de um mês depois de ter sido acusada de roubar um cliente. Julio decide ficar, trabalhar como camareiro do hotel, e descobrir o paradeiro da irmã.

Avaliada com 8,5 em 10 no IMDB, foi elogiada pela crítica, que a coloca como uma versão latina de Downton Abbey.

Bajo Sospecha

Príncipe

Policial / Drama (2014-2016)
18 episódios
Antena 3

Esta série narra a investigação de dois polícias designados como infiltrados no caso do desaparecimento de uma menina de 10 anos. Víctor Reyes (Yon González) e Laura Cortés (Blanca Romero) protagonizam a trama, sempre sob o olhar atento do seu superior, Comisario Casas (Lluís Homar).

Encerrada ao fim de duas temporadas, a série destacou-se pela qualidade cinematográfica e elogiada realização. Venceu em 2015 o Prémio ATR de Melhor Série Espanhola.

Isabel

Príncipe

Drama / Ficção histórica (2012-2014)
39 episódios
TVE

A vida dos Reis Católicos, em particular da Rainha Isabel I, é o mote para este épico, que relata todo a evolução da governante, desde o seu nascimento até à morte, em três temporadas. A série foi bem recebida pela crítica e pela audiência, constituindo-se como um dos maiores sucessos da televisão pública espanhola.

A divulgação de um período menos presente na vida dos espanhóis, respeitando em geral o rigor histórico, foi uma das caraterísticas mais elogiadas pela imprensa especializada.

Terminou com uma audiência média superior a 3,5 milhões de espectadores e deu lugar a duas sequelas: um filme, intitulado La Corona Partida, que foi lançado em fevereiro de 2016, e uma série sobre Carlos V, chamada Carlos, Rey Imperador, transmitida em 2015.

Tierra de Lobos

Príncipe

Aventura / Ação (2010-2014)
42 episódios
Telecinco

Do mesmo canal que produziu El Princípe, Tierra de Lobos é um invulgar western à espanhola ambientado no século XIX. A série é protagonizada por Álex Garcia e Junio Valverde (César e Román Bravo), que interpretam dois irmãos em busca do pai. Para o encontrarem terão de enfrentar o dono da aldeia – Don Antonio Lobo (Juan Fernández).

Menos unânime do que as suas companheiras deste artigo no que diz respeito à crítica, destaca-se pela proposta irreverente de tentar um drama de cowboys em plena Península Ibérica.

Velvet

Príncipe

Drama (2014 – atualidade)
43 episódios (+ 11 episódios previstos)
Antena 3

Um dos maiores investimentos espanhóis em produção nacional, tem um orçamento estimado de 500.000 euros por episódio. Já a caminho da sua quarta e última temporada, Velvet relata a história de amor entre Alberto (Miguel Ángel Silvestre), o herdeiro de uma das mais prestigiadas lojas de Espanha, as Galerías Velvet, e Ana (Paula Echevarría), que é uma das funcionárias da marca.

A série reconstitui de forma fiável a Gran Via madrilena nos anos 50, demonstrando a sua sofisticação e cosmopolitismo. Já foi vendida para transmissão em várias estações televisivas mundiais, como a M6 (França), Rai (Itália), Lnk (Lituânia), Chilevisión (Chile) e Telefe (Argentina).

As séries selecionadas por este artigo nunca foram transmitidas na televisão aberta portuguesa, embora algumas já tenham tido exibições parciais em canais por cabo.