RTP

RTP3 e RTP Memória na TDT a 1 de dezembro

De acordo com a Agência Lusa, o presidente do Conselho de Administração da RTP, Gonçalo Reis, confirmou que o início das emissões dos canais RTP3 e RTP Memória na TDT (Televisão Digital Terrestre) será já no próximo dia 1 de dezembro.

A informação foi dada à comunicação social no decorrer do 26.º Congresso da APDC (Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações), este ano dedicado ao tema “Digital Business Congress“.

Nas palavras do gestor: “Estamos a planear o arranque da RTP3 e RTP Memória a 1 de dezembro, coincidindo com a data legal imposta. As equipas estão a trabalhar: há equipas internas de conteúdos, de formatação de canais, de tecnologia… Em termos de regulação, e também legal, estamos a dar os passos todos. É uma grande oportunidade para a RTP; estamos entusiasmados com isso“.

RTP

Quando questionado sobre os custos da TDT para a RTP, Gonçalo Reis afirmou que no canal estão a “trabalhar numa série de cenários e de ajustamentos, em termos de distribuição com o operador Portugal Telecom. Chegaremos a acordo envolvendo também, eventualmente, os reguladores, tal como está previsto na lei“.

Já no que diz respeito a eventuais perdas que a RTP possa vir a ter, tendo em conta que ambos os canais não terão publicidade, o presidente do Conselho de Administração do canal foi sucinto: “Não prevejo perdas nenhumas“. De facto, Gonçalo Reis reafirmou que esta é uma “grande oportunidade para a RTP, porque vai ter os seus canais todos em aberto; é uma grande oportunidade para o público português, porque vai ter mais oferta; e é uma grande oportunidade para o setor audiovisual, já que incentiva a produção de mais conteúdos em português“.

De acordo com o gestor, esta é uma “ótima solução“, já que “prevê canais públicos e canais privados“, alegando que, assim, “há espaço para todos“. Gonçalo Reis considerou ainda que a TDT em Portugal “era a mais pobre da Europa“, pelo facto de não haver nenhum caso no continente “em que os canais públicos não estejam todos na TDT“.

O executivo reservou também dois canais para operadores privados. Quanto mais rápido forem, melhor, porque assim vai dinamizar a rede“, finalizou.

SIC pondera contestar

SIC e  TVI já tinham avisado, aquando do anúncio dos novos canais públicos na TDT, da possibilidade de avançarem com processos judiciais. E a hipótese ainda não foi retirada da mesa pela estação de Carnaxide.

Francisco Pedro Balsemão, presidente executivo da Impresa, confirmou que a hipótese está a ser estudada pelos dois operadores privados, tendo em vista a contestação da resolução do Conselho de Ministros e a aprovação da lei para o alargamento da oferta da TDT no Parlamento.

Como principal motivo para contestação está uma garantia anterior do Conselho de Ministros, que de acordo com Balsemão, “dava expectativa” à SIC e TVI de “poder emitir os canais em alta definição no espetro da TDT“.

A ocupação do espaço com entrada de quatro novos canais na TDT, dois para a RTP e dois para privados – sujeitos a concurso – virá inviabilizar essa hipótese. O dirigente da Impresa é lacónico, no entanto, sobre a hipótese de a SIC concorrer a uma das vagas para canais privados na televisão aberta – “todas as hipóteses estão em aberto“.

Lê também: E se um dia tivesses de viver só com os canais da TDT?

Contudo, adianta, “tem de haver algumas condições para que isso aconteça, nomeadamente no que respeita a parte remuneratória (…) para ocuparmos uma parte do espectro teremos que também pagar por isso e não estamos de acordo com essa proposta. Havendo condições certas para o efeito, sim“, mas “não havendo essas condições não o faremos“, concluiu.

Gonçalo Reis não prevê que a contestação dos operadores privados atrase mais a entrada dos canais da RTP na TDT – “O que prevejo é que as resoluções e as leis são para aplicar”, concluiu.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
shawn mendes documentário
‘Shawn Mendes: In Wonder’. Documentário já tem trailer e revela factos exclusivos sobre o cantor