Portugal em Festa / Dragon Ball Super

Dragon Ball regressa em primeiro lugar

Os números do regresso de Dragon Ball à televisão portuguesa representaram uma vitória contra as forças do mal. Ou da concorrência. A SIC recuperou a liderança num horário em que tem sido derrotada de forma regular.

De acordo com os dados divulgados pela GfK/CAEM, o primeiro episódio de Dragon Ball Super registou 3,0% de audiência média e 20,7% de share, ultrapassando no horário o compacto d’A Praça (1,6% / 11,0%) e a repetição de Inspector Max (1,9% / 13,7%).

Na análise por segmento, a audiência da estreia confirma a nostalgia daqueles que seguiram as primeiras temporadas. A maior afinidade com a série registou-se entre os indivíduos com 25 a 34 anos, com uns impressionantes 9,7% de audiência média e 53,6% de share. Foi o segundo programa mais visto do dia nesta faixa etária.

Os mais novos, no entanto, acompanharam também com atenção a chegada da nova temporada das aventuras de Goku: 6,5% de audiência média e 20,4% de share na faixa dos 4 aos 14 anos.

Se só contasse quem viu à hora de transmissão, Dragon Ball seria um flop

Há ainda outro registo relevante sobre estes números: A série, se apenas analisado o consumo simples de televisão – em direto e na hora de transmissão – teria apenas 1,1% de audiência média e 8,8% de share. Um flop, atrás das repetições da RTP1 e TVI.

A GfK começou apenas em 2016 a medir os visionamentos diferidos no próprio dia e nos sete dias seguintes. Em casos como este, a diferença está à vista.

Dados de audiência Live+7 da responsabilidade da GfK/CAEM. Atualizado a 4/10, 14h29.

 

Mais Artigos
João Villaret
Quem foi João Villaret, figura incontornável do teatro português?