De 23 a 30 de setembro, a 1.ª edição da Lisbon Food Week apresentará mais de trinta profissionais de cozinha numa semana que se quer de excessos. Em tascas ou restaurantes de chefs consagrados, o lema é o mesmo. Comer, beber e falar de comida: a tríade sagrada.

O programa prevê um roteiro pelos melhores restaurantes e tascas com comida tradicional portuguesa da capital. De jantares especiais a conversas com chefs, até há tempo para o 12.º Congresso de Cozinheiros (CNC), de 27 a 28 de setembro, na Fábrica L, na LxFactory. Com demonstrações, degustações e masterclasses.

O CNC surgiu em 2005, em virtude da necessidade de reunir os profissionais de cozinha e pastelaria portugueses a discutir o setor, com enquadramento internacional. Passadas 11 edições, a valorização da gastronomia portuguesa, a riqueza dos produtos, dos artesãos e o trabalho dos profissionais de cozinha nacionais, em Portugal e além-fronteiras, continua a ser o objetivo.

O tema deste ano é o Risco, mote para se discutir o empreendedorismo no setor e, consequentemente, a mortalidade dos negócios de gastronomia. Do programa de dois dias destaca-se os Negócios de Pastelaria, no dia 27, e a Masterclass Nespresso, no dia 28, ambos ao 12h00.

lfw-logo

A 1.ª edição do Lisbon Food Week apresenta-se numa versão beta e pretende ser um agregador de várias experiências gastronómicas. A Edições do Gosto selecionou nove restaurantes de chefs consagrados e sete tascas premiadas com o Palito D’Ouro, do livro As 50 Melhores Tascas de Lisboa, do jornalista Tiago Pais. Ainda assim, não faltarão foodtrucks, com os ramen de Paulo Morais ou os hambúrgueres de touro bravo de Rodrigo Castelo.

Jantares especiais, como Uma cozinha lisboeta imaginada ou um Jantar de Queijo, fazem parte do roteiro, assim como tertúlias sobre livros e alimentos emblemáticos da cozinha tradicional portuguesa, conversas e conferências. Destacamos a tertúlia, da Biblioteca Gastronómica ACPP, sobre o Pão em Portugal, com dois convidados especiais: a Eng.ª Ana Paula Moreira e o Chef Mário Blanco Peres.

Para mais informações, basta consultar o programa completo na página oficial do CNC.