As raparigas de Pretty Little Liars têm fama de cometer os mesmos erros vezes infinitas e este episódio não foi exceção à regra. Entre falsas acusações e regressos inesperados, a história continua um nevoeiro sem pés nem cabeça. O novo episódio, intitulado Exes and OMGs, estreou no canal Freeform no dia 16 de agosto. Em Portugal, as Pequenas Mentirosas sobem ao palco do AXN White.

Depois de ter um pesadelo em que Caleb (Tyler Blackburn) é atropelado por Noel (Brant Daugherty), Hanna (Ashley Benson) fica obcecada e decide montar uma caça à bruxa, fazendo os possíveis e os impossíveis para incriminar Noel, recebendo até uma ajuda da velhota Grunwald (Meg Foster) – a vidente de Rosewood que foi tão irrelevante no passado como foi neste episódio.

No final, Hanna decide abandonar a cidade e montar o seu próprio covil, pronta para por a ação em marcha.

Reunir meia dúzia de provas desconectas e atirar acusações a toda a cara nova que aparece na série é o que estas raparigas fazem melhor. Não é Grunwald, uma personagem completamente fora do universo de PLL, que consegue salvar esta típica jogada. Não é preciso ir muito longe para perceber que este plano vai acabar mal.Pretty Little Liars

Enquanto isso, Alison (Sasha Pieterse) decide voltar à sua profissão de professora – a última coisa que eu alguma vez pensei que esta personagem se tornaria. No gabinete do diretor, Ali tenta roubar o ficheiro acerca de Noel. Em vez disso descobre uma mensagem de A.D. com mais uma das suas ameaças de morte. Não foi uma boa primeira semana de aulas, mas certamente melhores virão.

Também Emily (Shay Mitchell) decide voltar à escola secundária, desta vez para concorrer a treinadora de natação e surpresa! Paige (Lindsay Shaw) está de volta e a concorrer à mesma posição. Paige foi, na minha opinião, das piores namoradas que Emily alguma vez teve – não esquecendo a vez que ela a tentou afogar na primeira temporada!

Com todos os bons momentos que temos tidos entre Emily e Alison, mal posso esperar por ver Paige novamente em direção à porta da saída.Pretty Little Liars

Por falar em ex-namoradas: as notícias de que Nicole (Rebecca Breeds) está viva continuam a acumular-se e Aria (Lucy Hale) faz a sua primeira boa ação em muito tempo: decide gastar o dinheiro da viagem para a Toscânia num bilhete para a Colombia, para que Ezra (Ian Harding) possa ir à procura de Nicole. Não sei o que isto significa para o casamento destes dois, mas ao menos são o único casal que não anda aqui com rodeios.

Aria decide também juntar-se a Spencer (Troian Bellisario) na sua busca pelo segundo filho de Mary Drake (Andrea Parker) – ou seja, o irmão ou irmã de Charlotte que pode estar à procura de vingança.

A dupla dirige-se ao médico que cuidou da família Drake durante a estadia desta no hospício Radley e pouco ou nada ficamos a saber sobre o dito bebé. Ainda assim, foi curioso ver a concentração na cara de Spencer quando o médico falou na importância da família.

Um episódio de Pretty Little Liars altamente parado que se focou principalmente em remexer no passado das raparigas ao invés de trazer algo de novo à história. Ainda assim, é cada vez mais claro que Spencer – e talvez a sua família – têm algum papel relevante nesta nova narrativa.

Os Hastings e os DiLaurentis sempre estiveram ligados, já para não falar de que os Hastings sempre foram os mais suspeitos ao longo das temporadas. Dizer que Spencer é a filha perdida de Mary Drake pode parecer exagerado, mas seria uma jogada bastante inteligente e que poderia até explicar muita coisa.

NOTA: 4/10