Desde o primeiro anúncio de que a oitava história da Saga iria existir, Harry Potter and the Cursed Child passou a ser o acontecimento mais aclamado para geração atrás de geração de Potterheads. Mas com a peça a público, as primeiras críticas começam a borbulhar – e uma delas é sobre a forma como caracterizaram Hermione, do trio original.

Este artigo contém spoilers de Harry Potter and the Cursed Child.

Hermione é uma personagem querida de grande parte dos fãs da Saga Harry Potter. Uma muggleborn inteligente e determinada, extremamente justiceira que desde cedo teve como objetivo ajudar aqueles que ninguém auxiliava no mundo bruxo – fossem eles outros elfos domésticos ou outros muggleborn. Perseverou apesar de ter sofrido bullying, fosse pelo seu aspeto ou pelo seu sangue e acaba como Ministra da Magia, a fazer o que sempre quis: ajudar os outros.

No entanto, eventos da mais recente história da Saga, Harry Potter and the Cursed Child apontam para uma caracterização da personagem de forma que os fãs desaprovaram veementemente.

Imagem: Observatório do Cinema

Imagem: Observatório do Cinema

Em The Cursed Child, Albus Potter e Scorpius Malfoy roubam um time turner e usam-no para tentar impedir Cedric Diggory de passar a primeira prova do Triwizard Tournment – para que depois não fosse morto por Voldemort. Para tal, misturam-se por entre os alunos com uniformes de Durmstrang, o que faz com que Hermione fique desconfiada dos alunos da dita escola. Assim, recusa o pedido de Viktor Krum de ir ao baile com ele, o que leva a que Ron não fique com ciúmes de a ver com outro rapaz e nunca cheguem a ter uma relação amorosa.

Lê também: Ator de Harry Potter vem à Comic Con Portugal

Esta mudança teria apenas uma implicação na vida de Hermione: não se casaria com Ron. No entanto, os escritores consideraram que isto seria drástico ao ponto de, sem se casar com Ron, Hermione passar a ser uma professora de Defesa contra as Artes Negras amarga e ressentida que trata os seus alunos pior do que Snape os tratava.

Porque é que esta mudança é incongruente com a personagem de Hermione?

Porque a sua tenacidade em ajudar os outros e a sua empatia são traços de personalidade que não dependem de Ron ou da sua relação com ele: nos livros, Hermione forma a SPEW (Sociedade de Proteção dos Elfos Domésticos) apesar de Ron troçar do movimento e da sua “obsessão” com ele – e não abandona a sua ideia só porque Ron discorda.

Além disso, a nova história parece apontar para o facto de que se Ron não tivesse ficado com ela, nenhum rapaz teria: algo que é contrariado nos livros pela sua relação com Cormac McLaggen. Isto é redutor para a sua personagem em dois aspetos: porque pinta Hermione como sendo incapaz de manter uma relação romântica sem ser com Ron, e porque reduz a sua capacidade de perseguir os seus sonhos a ter uma relação com ele.

Imagem: Screenrant

Imagem: Screenrant

Porque não poderia Hermione ser Ministra da Magia sem casar com Ron?

O seu sentido de justiça não provém dele, nem as suas ambições. Nunca nos sete livros de Harry Potter Hermione é reduzida aos seus relacionamentos, platónicos ou amorosos: é-nos apresentada como uma personagem complexa, com objetivos que se cimentam nas suas convicções pessoais. E o que The Cursed Child nos vem dizer é algo radicalmente diferente: que as decisões de Hermione são integralmente dependentes dos outros. De que o seu sucesso é dependente de Ron a amar.

Há nesta plotline um óbvio paralelismo com Snape: duas personagens que, por perderem “o amor da sua vida”, se tornam infelizes e miseráveis – sendo Ron (em paralelo com Lily) a única pessoa que a conseguiria salvar de um caminho negro.

Mas Hermione não poderia ser mais diferente de Snape: as experiências de vida, as circunstâncias em que ambas as “perdas” ocorreram, as suas relações com os seus interesses amorosos, a própria personalidade das duas personagens torna este paralelismo rebuscado.

Se Hermione, cujo sentido de justiça é importante continuar a reiterar, detestava a maneira como Snape tratava os seus alunos, porque iria ela replicar esse comportamento face a uma perda amorosa?

Noutra timeline ainda, Harry é morto na Batalha de Hogwarts e Ron e Hermione são parte da resistência ao feiticeiro negro. E, apesar de neste os dois também não serem um casal, Hermione não é tão má – mas Ron também permanece solteiro, o que pode dar um motivo para que o comportamento desta não seja tão drástico.

Hermione tornar-se a professora mais sádica que Hogwarts já conheceu porque Ron não a amou pode ser algo que J. K. Rowling e Jack Thorne consideraram verosímil – mas é uma alteração à sua personagem que os fãs de Hermione têm dificuldade em aceitar.

Guardar