Agosto é o mês do Verão por exclência e nada melhor do que um bom gelado para saborear melhor este mês de calor. O Lisboa vs Porto aproveitou este calorzinho para juntar para ti uma lista de gelatarias da Cidade das Sete Colinas e da Invicta, algumas das quais já são um marco destas duas grandes urbanizações.

Lisboa

Conchanata

479433_330429513752897_1081129886_o

Conhecida apenas como Conchanata – nome do seu gelado mais emblemático – a gelataria italiana de Alvalade dá pelo nome de Gelados Itália Conchanata. Fundada em 1948 por Quintílio e Alfo Tarlattini, a gelataria permanece com uma das mais antigas da cidade de Lisboa.

Os gelados são produzidos artesanalmente pelas mãos de Michele Tarlattini, terceira geração a gerir os Gelados Itália Conchanata. Além de Michele, apenas a mulher e o filho colaboram na gelataria que oferece 18 sabores de gelado, desde morango, baunilha, café, avelã, kiwi ou pistacho. Todos os sabores são isentos de glúten e os gelados de fruta não contêm lactose ou ovos (exceto o de coco).

Entre as opções mais pedidas está a famosa Conchanata. Por apenas 4€ é servida uma taça em forma de concha com quatro bolas de gelado, três à escolha e uma de nata, cobertas com calda de morango.
Apesar do espaço pequeno e por isso não existirem mesas no interior, a esplanada e os preços baixos são convidativos.

A gelataria está aberta entre fevereiro e novembro, das 14h às 23h, encerrando apenas à segunda-feira.

Paletaria

Paletaria-Lisboa-post

Aberta há apenas um ano, a Paletaria tem um conceito muito simples: gelados de fruta num pauzinho de madeira. Sérgio Garcês é o dono e quem produz os gelados de pauzinho que se vendem no Bairro Alto, ou como lhes chamam: paletas.

Os gelados, indicados para diabéticos, prometem refrescar qualquer um em dias de calor, uma vez que são feitos a partir de uma calda de água com ou sem açúcar, depois misturada com fruta triturada, havendo alguns pedaços no interior do gelado.

Os sabores prometem agradar todos! Os mais clássicos podem optar por morango ou frutos silvestres, mas quem quiser ser ousado tem disponíveis sabores como ananás e hortelã ou majericão e gengibre. Há ainda opções mais apetitosas, como o gelado de morango com recheio de leite condensado ou ananás com chocolate de leite.

Cada gelado contém entre 50% a 80% de fruta com um toque artesanal. As paletas são sempre feitas com fruta fresca e não têm corantes, nem conservantes. É o gerente que todos os dias perde algumas horas a cortar a fruta, conforme o próprio revelou ao Observador. As paletas estão disponíveis no tamanho grande (2,75€) ou pequeno (2,00€).

Quem preferir pode ainda provar as paletas líquidas – sumos, smothies ou milkshakes – ou juntar álcool à fruta e pedir um Daiquiri.

Santini

https://www.instagram.com/p/5h-Z8ssq0x/?taken-at=217594636

Reza a história que, em 1949, abria a primeira Gelataria Santini, no Tamariz, pela mão do próprio Attilio Santini. O carisma do proprietário fez com que todos quisessem provar os seus gelados. Serviu pessoas de todas as idades e classes sociais, dos seus vizinhos aos Reis de Espanha.

Passados mais de 60 anos da abertura da primeira loja, o negócio mantém-se familiar. A carta de sabores diversificou-se: entre a nata, o morango e o chocolate, o cliente pode contar também com bolas de açaí com morango, ananás da ilha de São Miguel, brigadeiro e a exclusiva cereja (disponível apenas em maio e junho).

View this post on Instagram

Obrigada pelos bombons 🍬 Ti AMO🐻#santini

A post shared by Amélia Gouveia Simons (@ameliagouveiasimons) on

A introdução de novos sabores é uma constante, por isso o melhor mesmo e ir passando pelos espaços da marca para conferir as novidades. E se o gelado já começa a enjoar, as lojas oferecem ainda a opção de comer uma fatia do Melhor Bolo de Chocolate do Mundo ou de saborear um café.

Casa do Gelado

1901506_307447909403345_7081257988633333703_n

Quem passa por ela, no coração da Avenida de Roma, pode até nem olhar duas vezes para o estabelecimento. De tons amarelos e verdes, passa despercebido ao olhar. Mas a verdade é que, nas tardes quentes de Verão, se contam muitos turistas e locais a sair de lá com um gelado na mão e um sorriso no rosto.

Desde 1981 que se encontram no nº 28 da Avenida de Roma, perto da estação de comboios. Os sabores da carta também são variados. O destaque vai para os sabores fora da caixa como Arroz Doce, Kumquat ou Mojito.

Mas se o teu forte não são os sabores exóticos, podes sempre optar pelos crepe, por um café ou por um chocolate quente.

Porto

Gelataria Neveiros

10359553_1593339994230819_8992919682584566612_n

A gelataria Neveiros é considerada a mais antiga da cidade do Porto, contando com mais de 60 anos de existência. Situada na Rua de Alegria, depois de se ter mudado da Rua de Carlos Malheiro Dias, a Neveiros foi fundada por Alda Freiria, uma senhora lisboeta que se instalou na Invicta e começou um negócio de gelados com receitas artesanais que rapidamente conquistou a alta sociedade portuense.

Em 1992, Alda vendeu a patente do gelado a Adelina Guedes, a atual proprietária, que manteve a tradição e continuou a servir os gelados que sempre fizeram parte do muito variado menu.

O espaço proporciona um bom ambiente, simples, mas ao mesmo tempo agradável. Cada gelado é feito com ingredientes naturais e cada sabor conta uma história diferente, levando o cliente a identificar-se com as diversas narrativas que combinam o tradicional com o moderno, criando uma experiência única a cada visita.

Gelataria Amorefrato

521602_604186829622176_1653408966_n

Localizada na Rua Passos Manuel, a Amorefrato pode parecer o nome de uma gelataria italiana. Contudo, foi criada pelo casal português Carla Moreira e Marco Silva que, mostrando o amor e dedicação aos filhos Francisco e Tomás, decidiram juntar parte dos seus nomes (“Fra” de Francisco e “To” de Tomás) e criar o nome da tão apreciada gelataria.

13740984_1090849154345868_266412061_n

A Amorefrato é um espaço bastante acolhedor, atento aos detalhes, tons cinza nas paredes, sofás confortáveis e os candeeiros retro que pendem do teto. No seu “laboratório” no piso -1, Carla já desenvolveu meia centena de sabores diferentes, que vão sendo apresentados ao longo dos dias, criando uma enorme variedade.

Nestum, Snickers, Chocapic, canela, vinho do porto, Oreo e melancia são alguns dos sabores que poderão ser apreciados. Para além de gelados, os clientes também poderão deliciar-se com crepes, quiches e bolos.

Cremosi

cremosi-logo

A Cremosi foi fundada pela primeira vez em 2003 e é notória pelos seus gelados, crepes e gaufres. Além disso a gelataria tem ao todo quatro lojas na cidade do Porto, uma das quais abriu este ano: em Matosinhos, em Gaia (na Praia de Lavadores), no Mercado Bom Sucesso e na Baixa do Porto (junto ao túnel de Ceuta).

O proprietário, em entrevista ao Observador salienta que todos os meses faz sorvetes novos, salientando o sorvete de vodka de limão. Sabores tradicionais fazem parte da lista de sorvetes da Cremosi, assim como outras variedades tais como chá verde com hortelã, mel com gengibre ou o de laranja, morango e mel.

Cada bola de gelado custa cerca de 1,80 euros. No entanto se não estás inclinado para um gelado ou para um crepe, tens sempre a possibilidade de escolheres um batido, um bolo ou até uns macarons.

Gelataria Sincelo

https://www.instagram.com/p/BEELwuBnWOL/?taken-at=344577328

Esta é uma das gelatarias artesanais mais antigas da cidade do Porto, tendo acolhido diferentes gerações da Invicta (e não só) desde 1980. Neste ano a Sincelo abriu um novo espaço no Passeio de São Lázaro e a loja na Rua de Ceuta continua ativa (renovada em 2015).

Atualmente a Sincelo apresenta mais de 50 variedades de gelados e sorvetes. Poderás saborear os gelados em copo (2,50€), em cone (2,60€), ou até acompanhados com um crepe (5,20€) ou  uma panqueca (4,90€).

Não podes também deixar de experimentar as famosas taças, sendo a taça Sincelo a mais conhecida: três sabores de gelado à escolha com chocolate derretido e chantilly.

Artigo escrito pelas alfacinhas Inês Chaíça e Serenela Moreira e pelos tripeiros Sara Sampaio e Tiago Costa.