Sim, passaram dez anos desde que os Muse lançaram o seu disco mais vendido de sempre mas também desde que Thom Yorke dos Radiohead se estreou a solo. E ainda…

Muse – Black Holes and Revelations (Warner Bros)

Faltava ainda um certo tempo para os drones, mas já os Muse punham o dedo nas feridas das sociedades contemporâneas com um disco carregado de crítica social – mas também algum amor à mistura. Campeão de vendas, Black Holes and Revelation pode dizer-se que foi o disco que firmou a carreira que os Muse haviam encetado com Showbiz (1999).

Para ouvir também: Supermassive Black Hole, Invincible, Knights of Cydonia

TV On The Radio – Return to Cookie Mountain (4AD)

Os TV On The Radio superaram bem a tarefa do “difícil segundo álbum” com um disco que lhes deu aquela que é possivelmente a sua música mais ouvida, mais pedida, mais conhecida – e uma das melhores também. Falamos de Wolf Like Me, onde Katrina Ford dos Celebration dá uma perninha. Aliás, David Bowie e Kazu Makino (Blonde Redhead) também colaboram neste fabuloso disco da banda de Brooklyn.

Para ouvir também: Province, Hours, Wash the Day

Thom Yorke – The Eraser (XL Recordings)

Também produzido por Nigel Godrich, com quem os Radiohead sempre trabalharam, o primeiro registo a solo de Thom Yorke, não sendo obviamente uma continuidade do seu trabalho na banda, revela a tendência para toadas mais eletrónicas que Kid A ou Amnesiac já tinham revelado. Fortemente politizado, enriquecido pelas ilustrações do já habitual Stanley Donwood, é um dos discos obrigatórios em qualquer coleção.

Para ouvir também: Analyse, Black Swan, Cymbal Rush

Sufjan Stevens – The Avalanche (Rough Trade Records)

The Avalanche: Outtakes and Extras from the Illinois Album no seu título original, é isso mesmo: 75 minutos de 21 temas de outtakes do disco lançado no ano anterior – intitulado Illinois, pois claro – pelo geniozinho do Michigan. Uma viagem especial pelo universo de Sufjan e uma excelente companhia para uma road trip.

Para ouvir também: Chicago, No Man’s Land, Cymbal Rush, The Undivided Self (For Eppie and Popo)

Pharrell Williams – In My Mind (Interscope)

O disco de estreia a solo da estrela de Happy aconteceu depois de muitos discos produzidos e apresentou uma mão cheia de colaborações de peso: Jay Z, Kanye West, Snoop Dog, Pusha T. ou Gwen Stefani. Apesar de a crítica não lhe reconhecer a mesma qualidade dos trabalhos com os Neptunes ou N.E.R.D a verdade é que, sabemos agora, Pharrell estava bem lançado para o trabalho em nome próprio.

Para ouvir também: That Girl, Angel, Number One