Salazar Time
Capa: Boris Chaliapin

Há 70 anos Salazar foi capa da Time

A edição semanal da revista Time com destaque a uma reportagem sobre Salazar e o Estado Novo foi publicada há 70 anos. No dia 22 de julho de 1946, lia-se na capa “Portugal’s Salazar: Dean of Dictators”.

Além do título, ainda se via a imagem do ditador português acompanhada de uma maçã aparentemente comestível mas podre no seu interior. A reportagem foi escrita por Piero Saporiti, correspondente da Time em Lisboa, em cooperação com o editor da revista, Percy Knauth.

“Depois de 20 anos de Salazar, o diretor dos ditadores europeus, Portugal era uma terra melancólica de gente empobrecida, confusa e assustada”, constava na reportagem.

Perante estas afirmações, a 27 de Agosto de 1946, a PIDE e o Secretariado de Propaganda Nacional obrigaram Piero a sair do país, caso não se demitisse da revista Time. O autor italiano acabou por ir para França.

Salazar ainda proibiu a venda da revista durante os seguintes seis anos, após ter recolhido todas as edições que ainda estavam por vender.

  1. Onde se lê em que estava mergulhado desde o fim da 1ª publica: Deve ler-se em que esteve mergulhado, até ao fim da 1ª Republica.

  2. Esse Sr Piero Saporiti, de certeza que não viveu em Portugal durante a Primeira Republica. Porque se tivesse vivido cá, durante esse período da 1ª Republica, e se fosse um jornalista isento, que tivesse olhos de ver a verdade, com certeza que teria escrito, que Portugal estava nessa altura, com vinte anos passados do Estado Novo, Sob a liderança de Salazar que tinha nesse tempo acabado a Guerra na Europa há pouco mais de um ano guerra essa que não afetou os portugueses fisicamente devido à competência de Salazar; esse Piero Saporiti teria escrito, Portugal neste momento, (no momento em que escreveu o que escreveu) comparado com o Estado de Sitio em que Portugal viveu durante a Primeira Republica, e comparado com o que se passou na Europa em Guerra, e que passaram em fuga por Portugal cerca de Seis milhões de refugiados, cerca de um milhão dos quais foi acolhido cá pelos Portugueses, consideramos um País que tomou o rumo certo do seu caminho para o desenvolvimento, depois de este Grande Estadista que é Salazar ter tomado as rédeas deste País e o ter livrado das amarras da corrupção em que estava mergulhado desde o fim da 1ª republica e reconhecer que nessa data, já tinham sido feitas das maiores obras que Portugal algum dia tinha visto e continuaram até há década de 70. Mas como este jornalista também seria do contra, porque Salazar não deixava mamar ninguém, escreveu o que escreveu, e como era mentira, teve que se pôr (falando em Português) no Ca…ho.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Óscares
Óscares 2021. As nomeadas a Melhor Atriz Secundária ‘ao detalhe’