As nossas mentirosas favoritas da televisão americana são a prova viva de que o tempo passa a correr. Parece que foi ontem que descobrimos a identidade de A e hoje já assistimos à estreia da sétima temporada da série. O novo episódio, intitulado Tick Tock Bitches, estreou no canal Freeform no dia 21 de junho. Em Portugal, a série Pequenas Mentirosas é exibida no AXN White.

O episódio começa com uma cena curta, mas chocante. Aria (Lucy Hale), Emily (Shay Mitchell) e Spencer (Troian Bellisario) estão a enterrar um corpo, aparentemente culpados por um homicídio. Isto é um salto temporal para o futuro, o que significa que este mistério será desvendado aos poucos. Ainda assim, onde está Hanna (Ashley Benson) no meio de tudo isto?

Esta é certamente a pergunta do dia. De volta ao presente, as protagonistas recebem uma mensagem do novo inimigo – de nome A.D. –, dizendo que Hanna morrerá caso o grupo não entregue o verdadeiro assassino de Charlotte (Vanessa Ray) no espaço de 24 horas.

Caleb (Tyler Blackburn), Ezra (Ian Harding), Toby (Keegan Allen) e Mona (Janel Parrish) também entram em cena e estão prontos a ajudar.Pretty Little Liars

Através da mensagem, o grupo é também encaminhado para a famosa torre do relógio da igreja, onde encontram o corpo de Hanna pendurado em cordas. Ao resgatá-lo, percebem que não passa de uma boneca com a cara da amigaMais uma daquelas cenas que apenas servem para provar que Pretty Little Liars está cada vez mais macabra e que a fasquia está mais elevada do que nunca.

Está na altura de unir forças e é mesmo isso que os protagonistas fazem, mas de uma forma tão ridiculamente infantil que me custou assistir. Num pedaço de papel, cada um escreve quem acha ser o assassino de Charlotte. O vencedor? Alison (Sasha Pieterse).

O grupo decide então reunir provas contra Alison de modo a salvar Hanna. Não basta a rapariga estar internada num hospício e ainda está a ser acusada de algo que não fez. Os criadores da série estão decididos em fazer Alison sofrer, certamente.

Agora, cada um para seu lado! Caleb e Mona ficam encarregues de espiar Mary Drake (Andrea Parker), a nova grande ameaça da série, mas pouco ou nada encontram para a incriminar. Já Spencer e Toby, na estadia Lost Woods (onde Hanna desapareceu no último episódio), encontram um caderno com certas provas incriminatórias relativas a Mary. Nada de novo até aqui, apenas percebemos que Spencer e Toby estão destinados a ficar juntos.Pretty Little Liars

Enquanto isso, Aria e Ezra dirigem-se à residência dos DiLaurentis à procura de provas, e encontram o doutor Rollins (Huw Collins) com atividades suspeitas. É aqui que o grupo começa a perceber que Rollins não é quem diz ser – embora isso não seja o suficiente para o tornar uma personagem minimamente interessante. Certamente o vilão mais aborrecido que já passou nesta série.

Por falar em Elliot, a sua noiva, Alison, recebe uma visita de Emily no hospício. Durante o sono, Alison confessa acerca do homicídio de Charlotte. Não esquecendo que a pobre coitada está completamente drogada! Em casa dos DiLaurentis, contudo, Emily encontra o casaco vermelho que a figura feminina avistada usara na noite do homicídio, e supõe que Alison, de facto, esteve presente na cena do crime.

Enquanto isso, Spencer recebe uma visita inesperada de Mary Drake, na qual esta fala sobre a sua família complicada e a má relação que tinha com a irmã. Como se os DiLaurentis já não tivessem drama suficiente, sinto que ainda há muita história para contar.

Hanna, na sua prisão, tem um sonho com Spencer onde esta insiste que a prisioneira tente encontrar uma saída. Sou só eu que acho que Spencer está sempre metida no meio de tudo? Digo isto como algo bom, porque ela é das personagens mais cativantes e complexas desta série, portanto quanto mais mistério à volta dela, melhor!Pretty Little Liars

Hanna consegue efetivamente escapar, mas, infelizmente, acaba em frente ao carro de Mary Drake e nada mais sabemos acerca do assunto. Caleb entrega a prova do casaco vermelho e Elliot, recebendo a informação, decide drogar ainda mais Alison, jurando vingança acerca de Charlotte. Assim termina o episódio e fiquei sem perceber se Elliot tem alguma ligação com A.D. ou é só demasiado psicopata.

Todos sabemos que, desde há algum tempo para cá, Pretty Little Liars é uma autêntica confusão de identidades, com toda a gente a apontar dedos e falsas acusações a cada cinco minutos. Ainda assim, a série sabe criar personagens interessantes e certamente sabe cativar os fãs através das histórias que conta.

Com a possibilidade de esta ser a última temporada, este episódio deu-nos dois ovos da páscoa preciosos: o regresso de Aria ao bar onde conheceu Ezra no primeiro episódio da série e flashbacks entre Emily e Alison, indicando que estas ainda poderão ter um futuro juntas.

Onde quer que esta história termine, sinto que Pretty Little Liars está a preparar-se aos poucos para se despedir dos fãs. Embora vá ter saudades, admito que já está na altura.

NOTA: 7/10