A rebelião escocesa sofre um atraso, Jamie e Claire são separados e Murtagh cumpre uma promessa de vingança. A dois episódios do fim da temporada, Outlander traz algumas caras conhecidas de volta e resolve algumas das histórias que ficaram por resolver em Paris.

As forças do Príncipe Charles Stuart (Andrew Gower) estão a meros cinco dias de Londres, mas não têm os números para tomar a cidade. Charles está desejoso de marchar e Jamie (Sam Heughan) junta a sua voz à do príncipe, convencido de que se atacarem Londres, então a batalha de Culloden Moor evitada.

Mas nada feito. Até porque já sabemos desde o início da temporada que Claire (Caitriona Balfe) e Jamie estão a lutar uma batalha perdida para mudar o futuro. Embora possa ser importante mostrar essa tentativa, começa a parecer que a série está só a fazer tempo até à fatídica batalha final.

Outlander

Os conselheiros de Charles não gostam da proximidade de Jamie com o príncipe e convencem Charles a enviá-lo para Inverness na companhia de Dougal (Graham McTavish).

Parece uma mudança de atitude demasiado brusca até para alguém tão volátil como o jovem príncipe – que ainda minutos antes achava Jamie o único que lhe era leal. E certamente isto vai influenciar encontros futuros entre Jamie e o Charles.

Mas este andar para trás permite ver uma excelente cena de perseguição. Jamie, Claire, e os seus homens estão a caminho de Inverness quando são atacados por um grupo de soldados ingleses. Depois de um tiroteio entre ambos os grupos, os escoceses escondem-se numa casa abandonada.

Outlander

Encurralados pelos soldados, Claire começa aos gritos, fingindo que foi capturada pelos escoceses. Dougal vai negociar com o capitão inglês e afirma que a libertarão se o resto do grupo puder partir em liberdade.

É um subterfúgio que já foi usado antes, e mais do que uma vez, mas que volta a resultar. Jamie promete ir buscar Claire assim que possível. É sempre bom ver o respeito e admiração que Jamie tem pela mulher, porque, na verdade, mesmo quando a escala da série aumenta, a dinâmica entre Jamie e Claire continua a ser das melhores coisas sobre Outlander e continua a ser o coração da história.

Outlander

Claire é levada até à casa do Duque de Sandringham (Simon Callow). Seja em Paris ou na Escócia, nunca vem coisa boa se Sandringham está por perto. Claire não fica nada satisfeita de o ver, mas o Duque até se dispõe a ajudá-la. 

Aparentemente, os ingleses também não confiam nele e Sandringham quer ser “salvo” quando Jamie vier buscar Claire. Sem muita escolha, Claire acaba por aceitar a ajuda, enviando uma mensagem para Jamie através do criado de Sandringham.

Também hospedada na casa do Duque está a jovem Mary Hawkins (Rosie Day), que pede ajuda a Claire para escapar a outro casamento arranjado. No entanto, problemas mais graves surgem quando Claire descobre que o criado de Sandringham é um dos homens que a atacou e violou Mary em Paris.

Outlander

Esta é a parte em que Sandringham é revelado o vilão por detrás de toda essa operação. E claro que Sandringham não quer ajudar Claire e a mensagem para Jamie foi apenas uma forma de o atrair para uma armadilha montada pelos ingleses.

Embora isso faça sentido (afinal, sabemos que Sandringham nunca foi flor que se cheire), a cena em si não resultou muito bem, talvez porque o ator exagerou demasiado, quase fazendo lembrar um vilão da banda desenhada. Tudo isto fez com que o perigo para Claire e Jamie não parecesse real.

Claire convence Mary, muito menos tímida do que a última vez que a vimos, a enviar uma mensagem a avisar Jamie, que evita a armadilha e chega entretanto com Murtagh (Duncan Lacroix). A noite acaba com Mary a esfaquear o homem que a violou e Murtagh a decapitar o Duque, dando a Claire a vingança que lhe prometera em Paris.

Esta cena final de Outlander foi certamente a parte mais satisfatória do episódio que, apesar desta e de um par de outras sequências bem conseguidas, não deixou de parecer um desvio feito apenas para trazer de volta e imediatamente despachar Sandrigham. Para além disso, peca por continuar a não dar destaque suficiente a Jamie.

Nota: 6/10